quinta-feira, 20 de abril de 2017

Camembert com uvas verdes assadas no azeite e tomilho

DSC_0034

Tive a ideia de assar uvas verdes depois que vi a seguinte foto de um perfil que sigo no Instagram. A publicação é de uma coreana que trabalha com catering e monta lindas tábuas de queijos, frios e canapés. Adoro as produções dela, que são bastante delicadas e se caracterizam pela simplicidade elegante.

doyori

Fonte da imagem inspiradora: https://www.instagram.com/_doyori/?hl=en

Eu já havia me inspirado num belisquete que ela serviu (canapé de gorgonzola com uvas verdes, nozes e alecrim), cuja receita mostrei NESSE POST. O único problema de reproduzir as criações dela é que o Google Translator não funciona muito bem na conversão do coreano para o português. As legendas sempre ficam esquisitas e então eu preciso interpretar o resultado. No caso da foto acima, descobri que o queijo usado como base para os canapés era camembert e as uvas verdes foram assadas no forno com azeite e ervas frescas. Fui procurar na internet alguma receita parecida em português e não encontrei nada, mas como a curiosidade é uma das minhas características de nascença, lá fui eu comprar os ingredientes para testar essa combinação curiosa.

DSC_0004

Ingredientes:

  • Uvas verdes sem caroço
  • 1 Camembert
  • Azeite
  • Tomilho fresco
  • Uma pitada de sal
  • Pimenta-do-reino a gosto

DSC_0010

Modo de preparo:

Corte o camembert em fatias triangulares. Lave bem as uvas e coloque-as numa assadeira untada com azeite. Despeje mais um pouco de azeite por cima das uvas e, em seguida, salpique alguns raminhos de tomilho, sal e pimenta-do-reino moída na hora.

DSC_0009

Misture tudo e leve ao fogo baixo por 15 minutos ou até as uvas amolecerem e começarem a dourar. Retire do forno, espere esfriar e sirva as uvas por cima dos triângulos de camembert ou prepare canapés como os da segunda foto desse post.

DSC_0014

Achei o resultado delicioso! As uvas assadas ficaram adocicadas, apesar dos temperos, e combinaram super bem com o camembert.

DSC_0052

Depois que finalizei esse post, tive a ideia de procurar por “roasted grapes” na internet e aí sim, encontrei algumas receitas bem bacanas, como essa da foto abaixo:

ea83c0ed99d70bea1f466e8f1b816b676f8a6be2

Fonte: http://www.thekitchn.com/try-this-roast-grapes-for-cheese-plattersthe-cheesemonger-172267

Nesse caso, as uvas eram vermelhas sem caroço e ficaram no forno por mais tempo (30 minutos), o que resultou num sabor mais intenso e na quase “caramelização” do suco liberado pelas frutas. Definitivamente, fiquei bastante animada para repetir a receita e compartilhar essa iguaria com os amigos! O melhor é que dá pra preparar as uvas com antecedência e guardar na geladeira por até quatro dias.

Um grande beijo pra todos com votos de um final de semana saboroso!!!

Bonfa-ass

segunda-feira, 17 de abril de 2017

Comprinhas na viagem de férias à Malásia, Singapura, Myanmar e Tailândia

DSC_0060

Bom dia, pessoal! Finalmente estou de volta à ativa, depois de 20 dias de férias e mais duas semanas de recesso do blog, o que me deu um tempinho para organizar a vida antes de retomar as postagens. Hoje vou compartilhar com vocês as comprinhas que fiz na viagem e alguns exemplos do artesanato que encontrei por aquelas bandas. Em breve vou publicar um resumão fotográfico dessa aventura, OK?

Na primeira foto desse post, vocês podem ver a bolsa que comprei no Asiatique em Bangkok, na Tailândia. Trata-se de uma espécie de shopping a céu aberto que também abriga bares, restaurantes, casas de shows e uma roda gigante. Como adoro peças multicoloridas em tons vibrantes e muitos detalhes, me apaixonei de cara!

DSC_0088

Comprei esse colar num mercado popular que virou atração turística em Inle Lake, Myanmar, e gostei do design com três pavões estilizados. Achei bem diferente das outras peças que vi por lá no mesmo dia.

DSC_0081

Os brincos foram garimpados no mesmo lugar e, apesar de não possuírem um design “típico”, digamos assim, amei o estilo e arrematei.

DSC_2436DSC_0077

Essa menina ficou super feliz quando comprei o colar e a pulseira de pedras por 10 reais em Inwa Ava, Myanmar. Nos países que visitei nessas férias, além de outros asiáticos e árabes onde estive anteriormente, existe a cultura da barganha. Geralmente nada tem preço fixo e o primeiro valor que o vendedor pede tem grandes chances de ser bastante reduzido. Esse é o padrão por lá, mas eu acho super cansativo ficar negociando e então, quando o preço já está bom pra mim, fecho o negócio. Na Índia, por exemplo, os caras jogavam os valores muito lá no alto, mas em Myanmar percebemos que, mesmo possivelmente inflacionados, os preços eram ótimos. Outros exemplos dos nossos gastos: o chopp custava em média 1,50 reais, uma hora de massagem saía por 14 reais (a melhor da minha vida!), jantamos dois dias seguidos por 3 reais e em Mandalay comi um pratão de camarões grelhados com molho de gengibre por 10 reais.

DSC_1192DSC_0103

Por falar em Índia, foi no bairro conhecido por “Little India” em Singapura que comprei essa túnica indiana. Singapura é um dos tigres asiáticos e sua capital é muito rica, desenvolvida, moderna e tecnológica. Tirando os olhinhos puxados, a gente nem percebe que está na Ásia. Podia ser uma grande cidade australiana ou americana. Ao contrário de Myanmar, tudo por lá é bem caro e, pra ser sincera, eu quase não entrei em lojas. Aproveitamos ao máximo nossa curta estadia de dois dias passeando bastante.

DSC_2362DSC_0115

Voltando a Myanmar, foi lá que comprei essas duas echarpes, uma para mim e outra para presentear. As mulheres birmanesas (o antigo nome do país era Birmânia) usam saias longas estampadas e bem coloridas chamadas de longyi. É o que aparece na estante da foto. São lindas e muito elegantes. Até cogitei levar uma, mas pensando melhor, lembrei de uma túnica comprida que comprei na viagem à Tunísia em 2007 que só vesti três vezes, além de uma bolsa de tricô que só usei enquanto estive na Colômbia. Achei que o destino da peça seria o mesmo (prisão perpétua num armário) e então decidi pelas echarpes, que são bastante úteis no inverno e em viagens.

DSC_0116

Outro dia li uma coisa com a qual me identifiquei totalmente: “Quando vejo alguém numa foto ao lado de uma placa com algo escrito em caracteres ininteligíveis, penso que esse é um lugar que eu gostaria de conhecer”. Assino embaixo! Sempre fui assim, a minha vontade era começar as viagens da minha vida pela Ásia, que eu achava bem mais intrigante e fascinante do que os Estados Unidos ou a Europa. Só que a passagem era caríssima na época e não havia possibilidade de conseguir um bom desconto, como acontece hoje em dia. O tempo passou e 21 anos depois de ter feito uma lista com os três países que eu mais gostaria de conhecer, finalmente coloquei os pés na Tailândia pela primeira vez no ano passado. Para comemorar a realização de um sonho antigo, fiz uma tatuagem com o nome do pais escrito em tailandês no antebraço esquerdo. Como designer, me interesso por tipografia e adoro observar como esses caracteres se comportam quando escritos em diferentes fontes (da mesma forma que podemos escolher entre Arial, Garamond ou Comic Sans para escrever um texto). E então comprei essa camiseta feita em homenagem ao rei tailandês Bhumibol Adulyadej, falecido no ano passado. Os tailandeses admiram muito a família real e sentiram bastante a ausência do monarca. Não lembro exatamente do que está escrito, mas deve ser algo do tipo: “Sentimos a sua falta, você foi o melhor rei que tivemos”. Foi mais ou menos isso que entendi o vendedor dizer. Se alguém souber a tradução, me conta? Achei a camiseta bastante emblemática e comprei.

DSC_0118

“Esse cachimbo pode ser usado com tabaco ou maconha”, disse o vendedor da loja em Inle Lake, Myanmar. Pra mim não fazia diferença, já que o meu objetivo era usar a peça exclusivamente para fins decorativos. O cachimbo é feito de madeira e prata e achei o trabalho bem bonito e com detalhes minunciosos, do jeitinho que eu gosto.

DSC_2341[2]

Fiquei encantada com essa porta de madeira entalhada! Tudo nessa loja em Mandalay, Myanmar, era sensacional! Consegui comprar três peças num total de 60 dólares, mas só escolhi as de tamanho pequeno e médio e sem muitos detalhes. As peças maiores e com muitas minúncias infelizmente não cabiam no meu bolso.

DSC_0073reiprincepe

Na sequência de fotos, as três peças que comprei: quadro com uma princesa entalhada e máscaras representando um rei e um príncipe

DSC_2347[5]

Esse portal de madeira com acabamento dourado custava 17 mil dólares!!! Um fortuna, mas pelo trabalho riquíssimo, imagino que deva valer cada centavo.

DSC_1682

As marionetes fazem parte do artesanato típico de Myanmar, mas não comprei nenhuma porque as que mais gostei eram caras e as mais baratas não me agradaram.

DSC_2091

As sombrinhas de papel que podem se transformar em luminárias são facilmente encontradas em Bagan, a cidade mais procurada pelos turistas ocidentais em Myanmar. Achei lindas e fiz esse registro, mas nem perguntei o preço porque não consegui pensar num lugar em casa onde poderia colocá-las.

yangoodsDSC_0093

Fui me tornando muito chata para o artesanato popular porque vejo bastante coisa igual pelo mundo afora, sem muita autenticidade e com pouca qualidade. Então acabo me interessando por lojas (geralmente mais caras) que se inspiram no artesanato típico para recriá-lo de forma criativa e original com uma pegada atual e divertida. É o caso das peças vintage da YANGOODS. Comprei esse imã de geladeira com o nome de uma das cidades que conhecemos em Myanmar.

DSC_2507

Acho que os melhores souvenirs que trago de viagens são as fotos. Em segundo lugar, são as tatuagens. Na verdade, essa é a nossa segunda tattoo, mas fiquei animada com a ideia do Marcelo de registrar no corpo os nomes de todos os países que visitamos onde os alfabetos são diferentes dos nossos caracteres romanos. Retroativamente fica complicado porque não são poucos, rs. Na foto, o flagrante do meu cochilo durante a sessão (pela segunda vez não senti nenhuma dor!). É Myanmar escrito em birmanês. O curioso é que, de cabeça para baixo, parece estar escrito "casa".  No BKK INK TATTOO STUDIO em Bangkok, Tailândia.

Untitled-1

Na foto, vocês podem me ver em Kuala Lumpur, a capital da Malásia, esperando o metrô para depois pegar um ônibus em direção à cidade de Melaka. Minha bagagem completa estava desse jeito com 5,16 kg (quase 2 kg a menos que o limite permitido a bordo do voo da JETSTAR) e espaço de sobra para todas essas comprinhas que fiz. Gente, como é bom viajar leve! Não senti falta de nada. Acho que carregar uma mala enxuta e não despachar bagagens é realmente um vício sem volta, rs.

Um grande beijo pra todos com votos de uma semana incrível!!!

Bonfa-ass

segunda-feira, 13 de março de 2017

Férias na Ásia: Malásia, Singapura e Myanmar

ferias0

Bom dia, pessoal!!! Dessa vez, a pergunta da imagem acima já foi respondida no título, rs. Nesse momento, se tudo correu conforme o esperado, devo estar chegando em Kuala Lumpur, a capital da Malásia. Serão muitas horas de voo com escalas em São Paulo, Togo, Etiópia e Tailândia. É bastante chão pela frente, mas sempre acho que vale a pena encarar esse desconforto (e o medo de turbulência) para conhecer os países do meu continente preferido para viajar. A Ásia é um sonho antigo que fui conquistando aos poucos e, para a minha alegria, há alguns anos o Marcelo também se apaixonou por essa região do planeta.

Vocês sabem que estamos sempre de olho nas promoções de passagens aéreas, né? Desse modo, nunca pagamos o valor da tarifa cheia e, nos últimos anos, temos conseguido comprar bilhetes para a Ásia e a Oceania pela metade do preço. Hoje em dia, acredito que só paga o preço normal quem não tem condições de se programar com antecedência. O ideal é comprar as passagens com, no mínimo, três meses antes da data pretendida e dar sempre uma olhadinha nos sites que informam sobre promoções, como o MELHORES DESTINOS.

Entretanto, conheço alguns amigos que, infelizmente, só podem decidir sobre as férias quando falta menos de um mês para viajar. Nesse caso realmente fica bem mais difícil conseguir bons descontos, ainda mais se você pretende conhecer um destino específico. E aí vai outra dica: a gente nunca sabe exatamente pra onde vai quando começa a pesquisar os preços das passagens. Normalmente temos umas cinco ou seis opções de destinos e isso aumenta bastante as chances de fazer um bom negócio. É praticamente um leilão, rs.

Bom, pessoal, por hoje é só! Escrevi esse post alguns dias antes das férias para avisar sobre a minha ausência do blog no período de 13 de março a 16 de abril. No dia 17 de abril, retorno com novidades! Vocês podem me aguardar por aqui ou me acompanhar no Instagram, onde pretendo publicar as fotos dessa viagem em tempo real (ou quase):

https://www.instagram.com/katiabonfadini/?hl=en

Para ver as fotos de outras viagens recentes, acesse a hashtag #viagensdabonfa ou #viagensdabonfa + o nome de uma cidade, região, estado ou país, como, por exemplo: #viagensdabonfamalasia, #viagensdabonfasingapura ou #viagensdabonfamyanmar.

Para acessar os relatos de viagem do blog e a lista de lugares por onde passei, basta clicar no seguinte link:

http://casosecoisasdabonfa.blogspot.com.br/p/viagens-da-bonfa.html

A loja COISAS DA BONFA funcionará normalmente durante o meu período de férias. A Patrícia Haddad, uma querida amiga de longa data, me substituirá na administração e atenderá os clientes que precisarem de alguma informação. Para solicitar um orçamento de Identidade Visual, criação de mascotes, ilustrações exclusivas ou projetos gráficos de livros, revistas e outros impressos, envie uma mensagem para:

coisasdabonfa@gmail.com

Um grande beijo pra todos com votos de que o mês de março seja muito especial!!!!

Bonfa-ass

quinta-feira, 9 de março de 2017

Portfolio Day

09

Quem quer começar no ramo de decoração de festas costuma esbarrar num pequeno grande detalhe: como divulgar seu trabalho. Afinal, se não tem festas para mostrar, ninguém te contrata. E se ninguém te contrata, você fica sem festa para mostrar. E aí? Qual a saída?

Muitos decoradores fazem pequenos editoriais alugando peças, mesas, encomendando doces e papelaria e contratando um fotógrafo. O custo não fica baixo e todo o trabalho quase sempre rende apenas “uma mesa”, ou seja, um tema. E aí o problema continua. Ou continuava.

Há aproximadamente um ano e meio, as amigas Edina Novais, Mary Novais, Simone Campana e Simone Mousse – todas festeiras! - criaram o Portfolio Day. De forma bem despretensiosa, reuniram algumas decoradoras para que cada uma pudesse montar seu portfólio. “Foi quase uma ação entre amigas. Mas fez tanto sucesso, e depois do primeiro tanta gente quis fazer, que acabou virando um negócio”, me contou a Simone Mousse.

Coluna 14A

Mesa montada no primeiro Portfolio Day. Foto de Davi Campana

O evento está indo para a oitava edição, agora em abril, e já tem as datas marcadas para as edições número 9, 10 e 11. Não dá para negar o sucesso, não é mesmo? Para quem está começando agora, ou mesmo para quem já trabalha há algum tempo, o evento é a oportunidade perfeita para mostrar o seu estilo, dar asas à imaginação e montar uma mesa com aquele tema que você tem muita vontade de fazer, mas que nenhum cliente te pediu ainda.

Coluna 14B

Na parte de cima, forminhas e rosetas que fizemos para duas mesas da Mi Orlando Eventos na 4ª edição do PD. Embaixo, caixinhas de leite e topper de bolo feitos para a Santo Detalhe Festas, também no PD4.

E por que estou falando do Portfolio Day? Porque a minha empresa, a Just Made, é uma das fornecedoras de produtos para os decoradores. Participamos da 4ª edição, depois da 6ª, agora recentemente da 7ª e não pretendemos largar mais.

Já fizemos de tudo um pouco para essas edições. Desde toppers mais simples, porém delicados, até nosso grande xodó: a carrocinha de algodão doce vintage, feita especialmente para a Autoria Eventos. Este projeto está até concorrendo ao melhor do mês na página da Silhouette Brasil. Quem quiser votar, basta clicar aqui e curtir a foto.

Coluna 14C

Carrinho de algodão doce vintage para a mesa Pacific Park/Unicornia

Abraçar os desafios que alguns profissionais nos lançam é um enorme exercício de criatividade. Para a mesma mesa dos carrinhos de algodão doce, a Autoria Eventos também queria um letreiro do Pacific Park, que foi todo redesenhado a mão e construído com um total de cinco camadas! Alguns recortes tinham menos de meio centímetro de largura. E para a mesa Wonka queriam um Golden Ticket, que, obviamente, precisava ser dourado. Em vez de imprimirmos no papel, fizemos o tíquete com recortes vazados no papel perolado, com uma camada de papel preto por trás.

Coluna 14D

Topper de bolo em formato de letreiro do Pacific Park, em Santa Monica, California

Coluna 14E

Detalhes do Golden Ticket

Coluna 14F

O Golden Ticket na mesa com tema Wonka da Autoria Eventos. Fotos de Davi Campana

Às vezes, o decorador nem chega com um pedido tão mirabolante. “Uns toppers, umas caixinhas...” e lá vamos nós pensar em algo um pouco diferente. Foi o caso da PORTO Festas e da Detalhe DeCoração.

A Katy, da PORTO Festas, queria uns toppers para a mesa confeitaria. Sabemos que “a cereja do bolo” é sempre algo que dá o toque final, né? Então, desenhamos um topper não com uma, mas com duas cerejinhas. Foi feito todo em camadas, com direito a relevo entre as frutinhas.

Coluna 14G

Topper para cupcakes desenhados por nós para a PORTO Festas. Fotos de Claudia Lima

Para a mesa Snoopy, a Katy queria caixinhas para lembranças. Pensando um pouco sobre a história, lembrei da famosa barraquinha de limonada da Lucy. E assim nasceu esse outro xodó:

Coluna 14H

Caixinha para lembranças no formato de barraquinha de limonada. É uma caixinha mesmo, de verdade! Dá para abrir e colocar um mimo.

A Luciana, da Detalhe DeCoração, precisava de caixinhas bem coloridas para o tema Origami. Pensa daqui, pensa dali, surgiu a caixa que parece ser feita com dobradura, mas não é. No topo, uma decoração feita com recortes e dobras que dão um efeito incrível.

Coluna 14I

Caixinhas para o tema Origami, da Detalhe DeCoração

E aí? Você que está começando ou querendo começar no ramo de decoração de festas se animou? Entra em contato com as meninas do Portfolio Day para obter mais informações. Quem sabe a gente não se encontra lá?

Ah, e não custa lembrar mais uma vez: vota na foto da carrocinha de algodão doce! É só clicar aqui e curtir!

Patricia Haddad

https://www.facebook.com/Just.Made.Studio/

logo

segunda-feira, 6 de março de 2017

A Festa Mexicana

FESTA-MEXICANA-BONFA-(decor)-6

A última festa mexicana que fiz em casa foi uma celebração de DÍA DE LOS MUERTOS no final de 2015. Como adoro a comida típica do país, estava ansiosa para reeditar esse evento usando outra papelaria. O kit FESTA MEXICANA está disponível na loja COISAS DA BONFA desde janeiro de 2016, mas como o tema havia sido usado há pouco tempo, decidi adiar a ideia até agora, quando surgiu uma boa oportunidade. A impressão e montagem do kit foi encomendada à JUST MADE e as fotos desse post são da ANA PAULA CARNEIRO.

FESTA-MEXICANA-BONFA-(decor)-1

Quando desenhei os personagens do kit, primeiro pensei em cactos humanizados como mariachis tocando instrumentos musicais. Foi só quando decidi incluir uma versão feminina, que lembrei da Frida Kahlo e então surgiu a inspiração para criar a Frida Kakhto!

FESTA-MEXICANA-BONFA-(decor)-5

Além de pensar em louças e acessórios para montar o buffet, que é o espaço principal das minhas festinhas, gosto de complementar a decoração com uma instalação na parede, que pode ser um poster, um banner, um móbile, um conjunto de pequenos elementos recortados formando um desenho maior etc. No menu FESTAS aqui do blog vocês podem ver alguns exemplos de como esse espaço permite infinitas possibilidades, basta soltar a imaginação!

FESTA-MEXICANA-BONFA-(decor)-3

Dessa vez, a ideia era reproduzir a ilustração principal do kit e, para isso, contei com a ajuda da Patricia Haddad da JUST MADE, que imprimiu e recortou os três cactos em tamanho maior e simulou a toalha listrada dividindo-a em três partes que apliquei direto na parede com fita crepe. Adorei o resultado! Mas atenção: esse material em tamanho maior (como o que usei) está disponível somente na versão impressa do kit, OK?

FESTA-MEXICANA-BONFA-(decor)-13

Gosto muito de flores frescas e então comprei essas amarelinhas, que coloquei numa garrafa de vidro. Para finalizar a decoração, encaixei uma bandeirinha de boas-vindas entre as flores.

FESTA-MEXICANA-BONFA-(decor)-15

Um porta-retrato abrigou o menu da festa, impresso num dos cinco modelos de base no formato A5 (14,8 cm X 21 cm) do kit FESTA MEXICANA. Escolhi o tom pink porque é o que tem mais contraste com o azul turquesa.

DSC_0420

Nesse cantinho, disponibilizei três acompanhamentos tipicamente mexicanos: pasta de feijão (frijoles refritos), creme azedo (sour cream) e jalapenõs em conserva (pimenta).

FESTA-MEXICANA-BONFA-(decor)-4

Posicionei uma travessa com tacos de massa de milho (hard shell) e massa de farinha de trigo (soft shell) com recheios variados no meio do buffet.

FESTA-MEXICANA-BONFA-(decor)-24

Atrás desse prato, coloquei uma cestinha de palha com três taças de margarita recheadas de Molho Cheddar, Guacamole e Pico de Gallo para comer com as tortilhas de milho crocantes (tortilla chips) espalhadas entre elas.

Reproduzi a mesma receita de Guacamole que fiz para a primeira festa mexicana lá em casa e que compartilho aqui com vocês*:

Ingredientes:

  • 1 Abacate maduro e molinho (o suficiente para amassar com um garfo)
  • 1 cebola média picadinha
  • 1 tomate sem a polpa, picadinho
  • 1 dente de alho triturado
  • suco de 1 limão
  • 3 colheres de sopa de salsinha picada
  • 1 colher de sopa de coentro picado
  • 1 colher de chá de pimenta chilli picada (sem sementes e sem filamentos internos)
  • sal a gosto

Preparo: Corte o abacate ao meio e retire o caroço. Raspe toda a polpa do abacate sobre uma tigela com um garfo, tomando o cuidado para não utilizar os fios internos que ficam nas pontas do abacate. Acrescente a cebola picada, o alho, o tomate e os temperos. Por fim, regue com o suco de limão, ajuste o sal a seu gosto e misture bem. Finalize com a pimenta picadinha e sirva acompanhado de tortilhas de milho.

Dica: Caso pretenda preparar a guacamole com antecedência, para evitar que o abacate escureça depois que a guacamole estiver pronta devolva os caroços dos abacates à mistura, cubra com um papel filme e leve à geladeira até o momento de servir.

*Fonte da receita original: http://www.figosefunghis.com.br/2010/01/guacamole-perfeito-para-dias-de-verao-e.html

FESTA-MEXICANA-BONFA-(decor)-16

Comprei os outros dois molhos prontos em delicatessens e, como o pessoal geralmente adora essa entradinha, caprichei na quantidade de tortilhas de milho crocantes, enchendo esse recipiente de vidro até o topo.

FESTA-MEXICANA-BONFA-(decor)-35

Para quebrar a hegemonia dos tons quentes geralmente associados às festas mexicanas, inseri na ilustração (e também na decoração) o azul turquesa, presente na padronagem listrada e em alguns acessórios. O porta-retrato da foto recebeu o desenho da Frida Kakhto no formato 10 cm x 15 cm. No kit, há mais duas opções com os desenhos dos mariachis.

FESTA-MEXICANA-BONFA-(decor)-30

Eu, que sou péssima para cuidar de plantas, me rendi à praticidade e à beleza dos cactos. Comprei três tipos diferentes, que enfeitei com os toppers de recorte especial (chapéus e flores) do kit FESTA MEXICANA.

FESTA-MEXICANA-BONFA-(decor)-38

No cacto menorzinho, inseri uma bandeirinha de boas-vindas.

DSC_0382

As forminhas do kit têm duas padronagens e foram aplicadas no molde de um jeito que resultou em quatro faces diferentes. Quando usadas assim em conjunto, a impressão é de uma explosão de cores e formas! Compartilhei AQUI a receita desses deliciosos brigadeiros de churros.

FESTA-MEXICANA-BONFA-(decor)-8

As bandeirolas estampadas complementaram a decoração do buffet e deixaram esse espaço bem alegre e colorido, como pede o tema mexicano.

FESTA-MEXICANA-BONFA-(decor)-41

Para garantir a animação da festa, encomendei à JUST MADE os quatro modelos de bigodes do kit FESTA MEXICANA com uma fita dupla-face colada no verso. Desse modo, eu e meus amigos pudemos nos fantasiar e tirar algumas fotos divertidas! Na foto acima, vocês também podem ver os canudos customizados com os toppers redondos de 5 cm.

mixbigode1mixbigode2

E assim termina o relato dessa festa, pessoal! Espero que tenham gostado e, se tiverem dúvidas ou precisarem de alguma informação, contem comigo! Basta deixar um comentário aqui que respondo assim que for possível.

Um grande beijo com votos de muitos motivos para comemorar em 2017!!!!

Bonfa-ass

Related Posts with Thumbnails