segunda-feira, 11 de dezembro de 2017

Para petiscar nas festas de fim de ano: conchiglione recheado

DSC_2055

Conchiglione é uma massa em forma de concha, conforme o próprio nome sugere, e por isso é ideal para ser recheada. De vez em quando, gosto de substituir a tradicional torrada por outras bases para canapés. Foi assim que surgiu a ideia de testar o conchiglione e preparar um petisco inspirado nas cores do Natal. A seguir vou listar o que usei nessa receita.

DSC_1855

Ingredientes*:

  • 1 caixa de conchiglione
  • Queijo de cabra tipo boursin com azeite e pimenta rosa da marca Rancho dos Sonhos
  • Pasta de pimentão vermelho da marca La Pastina
  • Molho pesto sem conservantes da marca Dojour
  • Amêndoas
  • Folhas de manjericão ou tomilho fresco

*Todos esses ingredientes sobraram da tábua que preparei para comemorar os 22 anos de relacionamento com o meu parceiro e mostrei NESSE POST.

mix2

Modo de preparo:

Cozinhe o conchiglione pelo tempo indicado na embalagem, escorra bem e deixe esfriar. Em seguida, comece a rechear a massa com o queijo de cabra e depois acrescente a pasta de pimentão. Finalize com uma amêndoa e algumas folhinhas de manjericão ou tomilho. Para a versão com molho pesto, repita o processo começando pelo queijo de cabra.

DSC_2071

Gostei bastante dessas duas combinações, mas confesso que não pensei muito nos recheios porque já havia decidido usar as sobrinhas da última tábua de queios, frios e acompanhamentos que preparei. Da próxima vez, pretendo testar outros ingredientes porque achei bem interessante a ideia de servir pastinhas dentro do conchiglione. Fica a dica, pessoal!

Um grande beijo pra todos com votos de uma semana saborosa!!!!

Bonfa-ass

quinta-feira, 7 de dezembro de 2017

Receita simples e versátil: coalhada

09

Desde pequena, fui acostumada a comer coalhada. Sou neta de libaneses por parte de pai, e os povos árabes são grandes consumidores deste alimento. Então, na minha casa e na casa da minha avó, sempre tinha este produto da fermentação do leite, tanto na sua forma normal, como na forma de “labneh” – a coalhada seca.

Depois de crescida, passei um bom tempo sem tomar coalhada. Até que recentemente, resolvi voltar a fazer. O preparo é extremamente simples e o resultado é um alimento riquíssimo, de alto valor nutritivo e muitos benefícios para a saúde. O melhor de tudo é que a coalhada ainda pode ser ingrediente para outros preparos. Dê uma pesquisada no Google e você encontra inúmeras receitas.

Para fazer a coalhada pela primeira vez, tudo o que você precisa é de leite (de saquinho – não serve o de caixinha) e um copo de iogurte natural. Eu costumo fazer com dois litros de uma vez. Depois de fervido, deve-se deixar amornar bem. A dica que minha avó dava era esperar até que conseguíssemos colocar o dedo no leite por alguns segundos sem queimar. Aí então é hora de juntar o iogurte natural, misturar bem, tampar e deixar quieto, ao abrigo da luz, por pelo menos oito horas (eu costumo deixar umas 12 horas). Nós sempre envolvemos o pote com uma toalha e deixamos ou no forno (desligado, claro) ou em algum outro lugar estável.

Passadas as oito horas (ou um pouco mais), a coalhada está pronta. Mas, antes de levar para a geladeira, temos um passo muito importante. Ao tirar a tampa, a primeira coisa a se fazer é retirar uma certa quantidade da parte de cima e guardar em um pote (preferencialmente de vidro) bem fechado na geladeira. Esta será a sementinha, como minha avó dizia, ou seja, o “iogurte natural” que você vai usar no seu próximo preparo! Depois disso, pode mexer bem e levar para gelar.

Coluna 28A

Iniciando os preparativos: um pouco do leite fervido separado para facilitar a mistura com um pouco da coalhada guardada da semana anterior

Coluna 28B

Coalhada anterior devidamente misturada aos dois litros de leite, pote tampado, embrulhado e depois de 12 horas

Coluna 28C

Separando um pouco da nova coalhada para fazer outra receita na próxima semana

Neste ponto do preparo, temos a coalhada normal, ou iogurte natural. Está líquida, mas ao mexer e levantar a colher, dá para ver que se forma um fio. Pode-se consumir assim mesmo, ou com um pouco de açúcar, ou com frutas, ou com geleias ou com o que você desejar.

Para chegar ao famoso iogurte grego, basta apenas deixar sorar um pouco. Você pode usar um pano de prato limpo ou um filtro de café. O soro do leite vai saindo e o que antes era uma coalhada líquida vai ficando mais cremoso. Quanto mais você deixar sorar, mais pastoso e seco vai ficar – e então chegamos à labneh, ou ao cream cheese.

Coluna 28D

No alto, a coalhada pronta, ou seja, o iogurte natural, e uma quantidade colocada no filtro de café para separar o soro. Embaixo, o resultado após algumas horas: a coalhada seca (ou labneh) e o soro a ser descartado.

Colocando um pouco de sal nessa coalhada seca, o sabor é muito, mas muito próximo mesmo de um cream cheese. A diferença é que não há aditivos, conservantes, nada. Extremamente natural. Mas não se prenda apenas ao sal. Use temperos diversos, azeitonas, condimentos e transforme o que inicialmente era apenas leite em pastinhas diversas, saborosas e saudáveis!

Coluna 28E

Na parte de cima, a labneh, ou a coalhada seca, pura. Embaixo, misturada com azeitonas gregas picadas.

Aproveite a proximidade das festas e confraternizações e surpreenda os convidados. Com uma mesma base, é possível chegar a sabores diversos, dos mais suaves aos mais marcantes. Use a imaginação!

Até o próximo post!

https://www.facebook.com/Just.Made.Studio/

logo

segunda-feira, 4 de dezembro de 2017

Duas sugestões de canapés para as festas de fim de ano

DSC_1932

Bom dia, pessoal! Hoje vim compartilhar com vocês duas sugestões de canapés fáceis e rápidos de preparar para servir como aperitivo antes da ceia de Natal ou para acompanhar uma taça de espumante geladinho no Réveillon… que tal?

mix

Ingredientes:

  • Torradinhas para canapés
  • Queijo de cabra cremoso (usei um temperado com azeite e pimenta rosa)
  • Uvas vermelhas Crimson (sem caroço)
  • Tomilho fresco
  • Mel
  • Queijo brie
  • Geleia de laranja
  • Amêndoas

DSC_1919

Modo de preparo:

Passe uma camada generosa de queijo de cabra nas torradinhas, acrescente as uvas cortadas em fatias finas, salpique algumas folhinhas de tomilho fresco e, por fim, regue os canapés com mel.

DSC_1912

Para o segundo canapé, espalhe nas torradinhas uma camada de geleia de laranja (usei a da marca inglesa Wilkin e Sons Tiptree), acrescente um pedacinho de queijo brie e finalize com uma amêndoa. 

DSC_1961

Adoro canapés que misturam ingredientes salgados e doces. Essas combinações que compartilhei hoje ficam deliciosas acompanhadas de vinho branco ou espumante geladinho.

Um grande beijo pra todos com votos de que as festas de fim de ano sejam marcantes e especiais!!!!

Bonfa-ass

segunda-feira, 27 de novembro de 2017

Manu em Paris

DSC_2117AP

A ideia de montar um editorial com o tema “Manu em Paris” surgiu depois que terminei a ilustração que fiz para a minha sobrinha de seis aninhos. Imprimi e emoldurei o desenho, de forma a obter um quadrinho para decorar o seu quarto, que também pode ser usado numa festa com um tema muito especial: ela mesma!

DSC_2235

A Manu gosta de assistir um desenho animado que tem como cenário a cidade de Paris e por isso é doida para conhecer a França. Para representá-la, desenhei uma bonequinha com seus traços mais marcantes: o cabelo castanho comprido e os olhos verdes. Vesti a personagem com roupas e acessórios cor de rosa, o tom preferido da minha sobrinha. No fundo do desenho inseri a Torre Eiffel e acrescentei alguns elementos que representam a Cidade Luz. Por último, salpiquei alguns cristais de neve para simbolizar o inverno, já que a ideia inicial era desenhar a Manu em Paris nas quatro estações.

DSC_2181

Com o quadrinho pronto, decidi simular uma festa temática e, para isso, contei com a ajuda da amiga Patricia da JUST MADE, que imprimiu a papelaria derivada da ilustração e elaborou dois itens decorativos muito fofos, que vou mostrar ao longo desse post.

DSC_2205

Os toppers para cupcakes receberam a ilustração da Manu e os wrappers foram estampados com a mesma padronagem de poás que usei no cachecol da personagem.

DSC_2238

Numa das extremidades do buffet, posicionei duas caixinhas em formato de Arco do Triunfo, elaboradas pela JUST MADE especialmente para essa produção.

DSC_2251

Além de decorativas, as peças podem ser usadas como embalagens para lembrancinhas. No caso, recheei-as com balas de goma.

DSC_2108

Agora a surpresa: esses bombons parecem apetitosos, mas uma mordida revelaria que eles não são de verdade. É isso mesmo, os doces cenográficos feitos pela Mila da MILOCA LEMBRANCINHAS ficaram perfeitos! Ela é muito caprichosa e atenta aos detalhes, adorei o resultado! Como pretendo montar outros editoriais no futuro, investi nessas peças que vou poder usar diversas vezes, ganhando tempo e economizando recursos para as próximas produções.

DSC_2228

O bolo, que decorei com papel purpurinado recortado no formato de cristais de neve, também é “fake” e foi confeccionado pela CRIS LIMA. A Torre Eiffel usada como topo de bolo foi feita pela JUST MADE.
 DSC_2176

Os macarons de biscuit da MILOCA LEMBRANCINHAS ficaram lindos e têm a vantagem de não esfarelarem na hora de servir, rs.

DSC_2161

Os mini toppers com recorte especial no formato da Torre Eiffel e as forminhas também foram confeccionados pela JUST MADE.

DSC_2156

Reparem como os brigadeiros cenográficos da MILOCA LEMBRANCINHAS parecem ser de verdade!

DSC_2127

A ideia de uma festa na qual o tema seja a própria criança pode ser bacana tanto para comemorar um aniversário quanto para incrementar um lanche com os amiguinhos ou uma “noite do pijama”.

DSC_2263

Há algumas semanas, a Patricia da JUST MADE escreveu um post mostrando esse quadrinho da Manu feito com camadas de papel recortadas e sobrepostas de forma a acrescentar volume ao desenho. Ficou bem bacana e você pode rever o passo a passo no seguinte link:

http://casosecoisasdabonfa.blogspot.com.br/2017/11/quadrinho-em-camadas-de-papel.html

26G

Detalhe dos botões da roupa e o cachecol de fita de cetim

26F

Detalhe da luva, da cesta trançada e dos pães

Por hoje é só, pessoal! Estamos trabalhando no desenvolvimento de um novo produto para a loja em 2018 e esse editorial foi um teste. Em breve conto mais detalhes!

Um grande beijo pra todos com votos de uma semana inspiradora!!!!

Bonfa-ass

quinta-feira, 23 de novembro de 2017

Festa com tema YouTube

09

Rafael completou 9 anos em junho e a comemoração foi em grande estilo em uma casa que foge do tradicional: o espaço Pitanga Pitangueira, em Botafogo, zona sul do Rio. O tema? YouTube. Mas, engana-se quem acha que foi escolha dele. Apesar do garoto ser fã de vários youtubers, a sugestão de usar a rede social de vídeos na decoração da festa foi da mãe, a fotógrafa Ana Paula Carneiro. As fotos são da Doce Deleite Fotografia.

Festeira de coração, foi a própria Ana que pensou nos detalhes e decorou o local do evento. Uns dois meses antes, ela me passou suas ideias de itens decorativos para o painel, toppers e caixinhas de lembrancinha. A tarefa não era das mais simples: a decoração precisava ter referências aos botões que os canais com muitos assinantes recebem. Então criamos duas artes inspiradas nos quadros de prata e de ouro, além do botão diamante.

Coluna 27Ablog

As artes inspiradas nos quadros com botão de prata e de ouro e o botão diamante

Coluna 27Bblog

O desenho do botão com o esquema de corte das várias partes que o formam

Ainda para o painel, fizemos letras em camadas formando a expressão “ao vivo” e artes com ícones do YouTube com recortes em camadas.

Coluna27Cblog

AO VIVO e ícones do YouTube feitos em camadas

Outro pedido da Ana Paula foram toppers para docinhos e recortes soltos para decorar bandejas. Fizemos seis modelos, todos apenas com recortes e camadas: like, o número 9, a letra R, a tralha (ou jogo da velha), o botão de play e o arroba.

Coluna27Dblog

Toppers diversos e recortes

Para terminar, a cereja do bolo, ou melhor, a caixa de lembrancinhas em formato de claquete desenhada por mim! A lateral trazia as “informações da produção” todas relacionadas ao aniversariante.

Coluna27Eblog

Caixinhas para lembrancinhas em formato de claquete

Se o Rafa gostou da festa YouTube dele? Bom, as fotos abaixo falam por si só!

Coluna27Fblog

O aniversariante posando em frente ao painel

Coluna27Gblog

Rafael entre a avó Marlene e a mãe Ana Paula

Até o próximo post!

https://www.facebook.com/Just.Made.Studio/

logo

segunda-feira, 20 de novembro de 2017

Uma tábua de queijos e frios para comemorar os nossos 22 anos de relacionamento

DSC_1768

Mais um ano se passou desde que começamos a namorar em 1995. A gente mantém o costume de comemorar a data com um jantar especial ou uma escapadinha romântica no final de semana. Dessa vez a ideia era viajar, porém tivemos que mudar os planos por motivos de força maior e então me animei para montar uma tábua caprichada. O Marcelo estava voltando de uma viagem a trabalho e pensei que estaria cansando para sair. A perspectiva de assaltar a nossa “despensa gourmet” em busca de petiscos gostosos sempre me agrada porque adoro testar novas combinações entre queijos, frios, pastinhas, geleias e frutas.

DSC_1761

Desde que vi a foto de uma tábua redonda bem grande e recheada de gostosuras num perfil do Instagram, pensei na praticidade de fazer “uma festa na tábua”, ou seja, concentrar num único lugar tudo o que eu preciso para entreter meus convidados. No caso, são normalmente três ou quatro pessoas, além do Marcelo e eu, e então essa base de quase 50 cm que comprei no ano passado tem o tamanho perfeito.

A seguir vou listar o que escolhi para servir na nossa comemoração especial.

1

  • Azeite aromatizado com alho, alecrim, manjericão, pimenta rosa e pimenta branca
  • Salame com crosta de ervas finas (comprei na Le Dépanneur)
  • Mel
  • Amêndoas
  • Creme de balsâmico com geleia de morango e pimenta da Casa Madeira
  • Queijo meia cura
  • Queijo de cabra tipo boursin com azeite e pimenta rosa da marca Rancho dos Sonhos
  • Uva Crimson (sem caroço)
  • Molho pesto sem conservantes da marca Dojour
  • Presunto alemão (comprei na Le Dépanneur)

2

  • Queijo parmesão defumado
  • Salsicha Viena
  • Geleia de jambu que o marido trouxe do Pará
  • Queijo meia cura
  • Pimenta
  • Pasta de pimentão vermelho da marca La Pastina
  • Queijo brie
  • Damascos
  • Queijo Grana Padano
  • Mostarda com pequi e pimenta da marca Grãom Terra (graomterra@gmail.com)
  • Salame Spianata Vito (comprei na Le Dépanneur)
  • Geleia de laranja da marca inglesa Wilkin e Sons Tiptree
  • "Queijo de figo": doce típico do Algarve (Portugal) feito com figos secos, amêndoas e especiarias

DSC_1798

Além das comidinhas na tábua, acrescentei à mesa dois bowls de madeira contendo torradinhas cobertas com parmesão e uma cesta com a baguete rústica da Deli Delícia cortada em rodelas.

DSC_1775

Para acompanhar essas delícias, abrimos uma cava espanhola (Planas Albareda) que ganhei de presente de aniversário da amiga Mari.

DSC_1755

Como não gosto de espumantes doces nem meio doces, achei a bebida perfeita porque é do tipo Brut Nature e possui uma quantidade mínima de açúcar residual. É o mais seco que existe e estava delicioso!

DSC_1820

Foi assim que celebramos mais um ano juntos. Adiamos indefinidamente a viagem romântica que faríamos, mas não fiquei frustrada porque também adoro curtir a nossa casinha, o que não é possível na correria do dia a dia.

Um grande beijo pra todos com votos de uma semana saborosa!!!!

Bonfa-ass

Related Posts with Thumbnails