sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

Dá pra resistir a esse olhar carente? Antes de comprar, pense em adotar!

Henri

Henri

Minha convidada de hoje é uma amiga muito especial. Trata-se da Stela, um doce de pessoa com o coração do tamanho do mundo, que ama fotografia, viagens e principalmente seus filhotes felinos. Conheci essa pessoa incrível há mais de um ano, nos encontramos ao vivo muitas vezes, trocamos diversos e-mails, não conseguimos ficar menos de duas horas no telefone e ainda descobrimos algumas coincidências como o fato de ela ser prima do meu melhor amigo da época da faculdade e te ter fotografado o casamento de uma amiga da minha irmã do meio. Ah, ela também esteve lá em casa para o Chá entre Blogueiras e está entre as fotógrafas que mais admiro. Por sinal, foi ela que fotografou o batizado do Bernardinho, filho da minha prima Ju, no domingo passado. A Stela é a fotógrafa carioca que recomendo para meus amigos e para quem me pede a indicação de uma profissional competente e talentosa.

Mas ela não veio aqui para falar sobre fotografia e sim sobre uma ideia defendida por nós duas: a ADOÇÃO DE ANIMAIS!!!

bonfaconvida
Antes de começar eu quero agradecer muito à Katia pelo espaço. Sei que compartilhamos a ideia da adoção de animais abandonados e ela já contou aqui o amor que sente pelos animais e como eles sempre fizeram parte da vida dela e da família.

Bom, meu nome é Stela Martins e sou fotógrafa e gateira. Hoje a minha missão aqui é falar sobre adoção de animais. Que acima de tudo é um ato de amor.

Adotar um animal requer amor, as também comprometimento. Você vai ter trabalho, gastar dinheiro e ter pêlos pela casa, mas pode acreditar, a sua vida vai ser muito melhor!

A minha história com gatos começou em abril de 2007 quando eu adotei meus dois primeiros filhos felinos. Eu andava sonhando com um gato cinza e o meu coração reconheceu o Frank Sinatra pela pontinha da orelha.

Ele estava dentro de uma gaiola numa petshop, onde colocavam gatinhos de rua para adoção. Perguntei se ele estava disponível e sim, ele estava! Mas tinha um irmãozinho e eu não podia deixar o irmão para trás. Foi então que eu adotei, não um, mas dois gatos de uma vez. Eles haviam sido resgatados na véspera, eram bem pequenos e estavam assustados.

Frank_e_Fred

Frank e Fred

O Frank era o “lindo” (e é até hoje), mas o Fred Astaire as pessoas achavam feio. Ouvi várias vezes: ”Gato preto? Dá azar!”, “Que horrível, parece um morcego!”.

Mas o meu coração nunca se importou, não via nada disso. Eu amei os dois desde o início. E o início foi sem saber nada de gatos. De repente, eu que não conseguia cuidar de um vaso de plantas, me vi com duas bolinhas de pelo correndo pela casa. Foi aí, que eu vi que precisava aprender, entender o estilo felino de ser. E foi aí, que eu conheci o abandono de animais, toda a espécie de maus tratos e de maldade que fazem com cães e principalmente gatos.

Mas foi nessa época também que eu vi que tem muita gente bacana que cuida, ajuda, gasta tempo e dinheiro para proteger animais de rua.

Era um contraste tão grande! Em casa meus gatos protegidos, saudáveis, bem alimentados, com todo o meu amor e tantos outros na rua precisando de um lar, de atenção. Eu senti que precisava fazer alguma coisa. E quando eu conheci a Kika, fundadora da ONG 4 Patinhas, resolvi que iria ajudar de alguma forma e passei a ser lar temporário para alguns animais que ela resgatava. Comecei meio no susto abrigando um casal de gatinhos que precisava de abrigo por uma noite. Depois vieram outros.

Os filhotes são sempre engraçadinhos e conseguem adotantes com mais facilidade, os adultos são mais difíceis. Muitos animais lindos e meigos ficam encalhados por já terem crescido um pouco, o que é uma pena!

Em setembro do ano passado abriguei uma gata com seus quatro filhos. Os bebês foram adotados, mas a gatinha encalhou. Eu sabia que corria esse risco e falava para ela: “se ninguém te quiser, não se preocupa que eu quero!”

Hoje, depois de um ano anunciada para adoção, ela não está mais disponível. Agora é minha. Não vendo, não troco, não empresto. O motivo do encalhe, a pelagem dela. As pessoas preferem os lindos! Os brancos, os de olhos azuis ... e ela é uma gatinha de pelagem tartaruga ou escama. Melhor para mim! Fiquei com uma amiga inseparável, que adora me pedir carinho e ronrona alto.

Camille

Camille

Com o tempo fui ficando mais envolvida com a causa animal e com a posse responsável. Dar proteção e segurança, ambiente telado e muros altos, ração de qualidade, castração e visitas ao veterinário para vacinação e em casos de problemas de saúde. Além é claro de ter consciência de que estamos falando de uma vida e não de uma pelúcia. Que o animal vai envelhecer e precisar de cuidados e que ele é um membro da família que não pode ser descartado, como vemos muitas pessoas fazerem pelos motivos mais idiotas possíveis.

Pode parecer óbvio, mas tem gente que não pensa assim, por isso os abrigos tão cheios, e tantas histórias tristes por aí.

Hoje a minha casa tem oito gatos. Sim, são oito. Cinco deles são meus, os outros três eu faço lar temporário.

15__janeiro_de_2010_002
O Mel foi resgatado no final do ano passado e por muito pouco não morreu. Ficou internado, quase perdeu a pata e hoje está recuperado todo lindo lá em casa.

Mel

Mel

A Brigitte morava no sítio 4 Patinhas e estava doente, precisava de uma atenção especial no tratamento, então está lá em casa até ficar boa. E para completar a Wylla que foi resgatada no meio do ano muito pequenininha e doente, num estado bem grave. Durante o tempo que está na minha casa já melhorou muito e encontrou uma adotante maravilhosa! Quando tiver alta da veterinária vai morar com uma “mãe” bem legal e vai ter um irmão felino, o Woody Gatinho, que já morou no sítio 4 Patinhas antes de ser adotado. Essa é uma história com final feliz. Uma gatinha que estava abandonada, foi resgatada e adotada.

Brigitte

Brigitte

Wylla

Wylla

Vincent

Vincent

Hoje moram no sítio cerca de 150 gatos e 20 cachorros e eu queria que todos tivessem um destino como o da Wylla, mas sei que é difícil.

A situação no sítio está bem complicada. O gasto lá é enorme e as doações são muito poucas. A Kika banca praticamente tudo sozinha e hoje a situação chegou num ponto crítico.

Gatil Mais_um_gatilNo_gatil

Gatil no sítio 4 patinhas

Precisamos de todo tipo de ajuda, mas principalmente precisamos fazer obras emergenciais para garantir a segurança deles, já que algumas instalações precisam de reformas estruturais.

Para ajudar eu lancei uma promoção. Como eu sou fotógrafa, vou dar 10% de desconto para quem agendar uma sessão de fotos comigo até dia 31 de janeiro de 2011 e vou doar 20% do valor da sessão para a ONG. Pode ser uma sessão de fotos de gestantes, crianças, famílias... passa no meu blog para conhecer o meu trabalho, lá tem vários tipos de fotos.

Se você quiser conhecer o projeto 4 Patinhas, entra no site, que em breve vai estar reformulado com design by Katia Bonfadini, ou no blog:

www.quatropatinhasrj.blogspot.com

Se você não pode adotar um animal, mas quer ajudar, existem muitas formas. Uma delas é ser padrinho/madrinha. É só escolher o animal, que pode ser por foto e todo mês mandar uma “mesadinha “ para ele. Você escolhe o valor. Também pode simplesmente fazer uma doação de remédios, cobertores, caminhas; ou um valor fixo por mês sem especificar nenhum animal.

Se você quiser mais alguma informação sobre a ONG ou sobre adoção de animais pode me mandar um e-mail que eu respondo: stela.mmartins@gmail.com. E se você gostou da minha promoção, me escreve também que a gente agenda. Você fica com uma recordação da sua família e os gatinhos ganham uma casa nova!

……………………………………………………………………………………………………………….

Stela, sou eu que agradeço sua participação no BONFA CONVIDA para tratar de um assunto que tem enorme importância pra mim, já que eu sempre convivi com cães e gatos resgatados das ruas por meus pais. Tínhamos uma média de 3 a 6 animais em casa durante minha infância, adolescência e vida adulta. Minha mãe colabora mensalmente com a SUIPA e volta e meia leva pra casa um cãozinho que encontra perambulando cabisbaixo pelas ruas do bairro. Ela sempre diz que, se um dia ganhar na loteria, vai construir e manter um abrigo para cães abandonados e eu gostaria muito que um dia essa oportunidade surgisse na vida dela!!!!

Do mesmo modo que você, não consigo entender como algumas pessoas descartam seus animais só porque envelheceram ou ficaram doentes. Pra mim, esses bichinhos fazem parte da família e devem ser tratados como tal, recebendo cuidados e atenção até o fim de sua existência.

A busca por animais mais bonitos e de raça pura também é algo que não entendo. Ninguém discriminaria o próprio filho só porque ele não corresponde aos padrões de beleza impostos pela sociedade, né? Eu acho que todos os 5 cães e 3 gatos vira-latas dos meus pais são lindos, cada uma à sua maneira. Eles enchem a casa de alegria e eu faço questão de abraçar toda a galera quando vou visitá-los. A energia do amor incondicional que emana desses seres é algo que me renova e faz um bem danado à minha alma!!!!

Além de fotos de gestantes, famílias e casamentos, a Stela também fotografa objetos, paisagens e detalhes como ninguém. Seu olhar sensível sobre simples objetos do cotidiano torna suas imagens verdadeiramente especiais.Vale a pena vasculhar todo o blog dela, que por sinal, tem um nome que adoro por ser bastante criativo e inusitado:

http://prosopopeiascintilantes.blogspot.com/

Um grande beijo pra todos, que vocês tenham um final de semana iluminado e pensem com carinho na proposta de adoção e colaboração com a ONG 4 Patinhas. Assim que eu puder, vou desenvolver a identidade visual da instituição gratuitamente. Essa foi a forma que encontrei para ajudar.

Bonfa ass

 

30 comentários:

Liège disse... [Responder comentário]

Apoio a adoção de amigos de quatro patas, afinal amigo não se compra!
Beijos.

Lívia Carolina Fabi disse... [Responder comentário]

Eu sou uma gateira de carteirinha...
Desde a minha infância sempre tive gatos e eles são minha paixão...

É fato que os gatos são mais mal tratados que os cachorros. Quem nunca teve um gato deveria ter prá conhcer a maravilha que é um bichano se enroscando em suas pernas e ronronando... :)

Enfim...
Na casa dos meus pais há 4 gatos (1 resgatado) e 1 cachorro (tb resgatado)... Não posso nem cogitar em levar outro bichano prá lá... rs

Mas já que eu não posso adotar, posso ajudar né?

Vou divulgar no meu blog e tb pensar em uma maneira de participar efetivamente!!!

Um bjão prá Stela e outro prá Kátia!

Kelly Cristina disse... [Responder comentário]

Que linda essa história, se Deus quiser conseguirei ajudar de alguma forma, estou matutando aqui como!!!
Mas sou a favor de ajudar os animais vejo por aí tanta gente mal judiando deles que fico doida da vida!!! Pois eles não podem se defender tadinhos eu amo os bichinhos e verei o que posso fazer para ajudar ok!!! Já peguei o contato e o blog!!! Agora no fim de ano é complicado pois tenho muitas coisas para fazer mas não esquecerei de vcs não viu!!!! Bjokas!!! E que Deus ilumine sempre vcs!!!!!

Flávia Mergulhão disse... [Responder comentário]

Eu estou emocionada...
Amo gatos!Minha vida toda convivi com eles(vejam este post no meu blog:http://ateliedacaie.blogspot.com/2010/11/uma-paixao-gatos.html).
Adotei a Mila há um mês e meio, ela está na casa da minha irmã onde tem convívio com outros bichanos e com meus sobrinhos que são apaixonados por bichos.
Passei o contato da ONG para uma amiga que tb é louca por esses peludos.
Vamos tentar ajudar de alguma forma!
Parabéns pela iniciativa!
Bjos

Flávia
http://ateliedacaie.blogspot.com

Milena disse... [Responder comentário]

Stelita,adorei conhecer como funciona efetivamente essa história de adoção e ver todos os já conhecidos pelo nome.
Mas,infelizmente vemos muitos animais abandonados,se mães conseguem abandonar filhos aí pelas ruas,onde não deixo os meus irem sozinhos...Os bichinhos sem chances!
E a adoção parece também com a de bbs,todos que querem adotar querem crianças de anúncio,como se as delas fossem nascer assim.
Como você mesma disse,adotar é um ato de amor e como tal ele é isento de escolhas.Só acontece e pronto.
Bjs,

Mi

Juliane disse... [Responder comentário]

Eu também apoio muito, qualquer tipo de adoção. No meu caso, adotei dois cachorros da rua. A Glória adotei há um ano, quando nos mudamos aqui pra praia. E ontem fez uma semana que adotei mais um, o Spinner. Enfim, existe tantos animais nas ruas precisando de carinho, pra que comprar? Eu apoio 100% a adoção,era o sonho do meu filho ter um animal de estimação, mas como eu trabalhava fora e morava em apto, não me achava em condições de ter esse compromisso. Mas agora temos um jardim enorme na nossa casa e eles vivem bem felizes!
Beijos à todas e um ótimo findi.

Ju
http://juartenapraia.blogspot.com

Katia Bonfadini disse... [Responder comentário]

Meninas, obrigada pelos comentários e pela divulgação dessa campanha que tem um valor enorme pra mim. Vamos twittar, retwittar e tentar ajudar a ONG da maneira que pudermos, qualquer ajuda é bem-vinda!!!!!! Mil beijos!!!!

Cantinho da Nina disse... [Responder comentário]

Muito lindas as fotos, parabéns pelo trabalho lindo, com as fotos e os gatinhos!!!

Paty disse... [Responder comentário]

Querida Bonfa...
amo suas entrevistas e a de hoje está mais q especial... amo bichinhos e se eu já nao tivesse 3 em casa (com uma q vale por 2) juro q adotaria ... aqui na minha cidade, um grupo de pessoas se reuniu e montou uma ong assim... q auxilia os caes abandonados... fizeram um projeto com palestras de posse responsável, até castração gratuita... fico muito feliz com essas atitudes, pois é organizando a nossa casa que conseguiremos organizar o todo...
bjks vc é muito especial

Maria Leticia disse... [Responder comentário]

Oi Bonfa!!Minha mae é protetora de animais, e passou isso pros filhos!!Eu tenho a Shakira, vira lata q é uma figura, e como ela estava mto sozinha, acabamos de adotar o TOM, bebe de td, e já é uma paixao..
Minha mae fala mto, q quem nao gosta de bicho, n gosta de gente....
Tbem nao entendo as pessoas largarem na rua pq estao velhos e doentes...um dia elas ficarao, e veremos o q farão c eles né!!
Bjs Gde!

Maria Leticia disse... [Responder comentário]

Oi Bonfa!!Minha mae é protetora de animais, e passou isso pros filhos!!Eu tenho a Shakira, vira lata q é uma figura, e como ela estava mto sozinha, acabamos de adotar o TOM, bebe de td, e já é uma paixao..
Minha mae fala mto, q quem nao gosta de bicho, n gosta de gente....
Tbem nao entendo as pessoas largarem na rua pq estao velhos e doentes...um dia elas ficarao, e veremos o q farão c eles né!!
Bjs Gde!

Joaninha Bacana disse... [Responder comentário]

Frank Sinatra? Que nome mais fofo :-) Lindas as fotos da Stela!!!
Aqui na Alemanha os abrigos para animais sao super bem coordenados. Eles se preocupam muito com o bem estar dos bichanos. Em Aachen, por exemplo, o Tierheim (abrigo de animais) tem um website onde é possível ver os bichinhos que estao disponíveis para adocao.
http://www.tierheim-aachen.de/
(e daí clicar em Tiervermittlung)
Para as pessoas que nao podem ter bichanos em casa (como é o meu caso - meu contrato de aluguel nao deixa!), é possível 'apadrinhar' bichanos no abrigo. Isso implica em pagar uma pequena mensalidade (para o abrigo) e ir visitar e dar carinho para os bichanos no abrigo mesmo (até eles serem adotados) - brincar com os gatos, ou levar cachorros para passear (depois de passar por um pequeno treinamento). Outra coisa legal é que os padrinhos podem escrever pequenos textos do lado da foto do animal, contando um pouco as características deles para incentivar futuros donos para a adocao.
Beijocas mil pra voces, Angie

Dori DLua disse... [Responder comentário]

A idéia da adoção é ótima! O chato é a gente ver os pequeninos indo embora e os maiores ficando... é triste... é o que vemos em qquer tipo de adoção, né? Mto chato!
Minha filha quer mto um cachorrinho e eu aprovo: qndo tivermos o nosso cantinho. E eu pretendo achar por doação msm.
Acho gatos lindos mas... não consigo confiar! Sei que tudo depende de como cuidamos do animal: pra ele confiar na gente, temos que confiar nele tbm, mas acho que minha pequena traumatizou qndo um gatinho avançou nela (pq ela mexeu com ele, claro). Enfim... vamos de cãozinho msm! rs
Qndo der certo eu conto pra vcs!
Beijinhos

Nina Oliver disse... [Responder comentário]

Ai meu Deus que dó que dá! Sei bem como é a situação! Minha mãe tem tem 18 dela e outros bichinhos que ela cuida disponíveis pra adoção...todos os animais abandonados são muito carinhosos pq são carentes. É mto mto triste ver gatinhos que precisam de um lar prontos para serem adotados mofando enquanto o povo gasta dinheiro comprando gatinhos e cachorrinhos de pedigree! =/
beijaao

Katia Bonfadini disse... [Responder comentário]

Nina, concordo 100% com vc... Outro dia vi uma matéria sobre as raças mais caras do mundo. Eu teria muita vergonha de dizer que gastei de 3 a 5 mil reais pra comprar um cachorro enquanto tantos animaizinhos sofrem pelas ruas doidos por um pouco de carinho e atenção. Não entendo essa mentalidade. Pra mim, parece uma busca por status, como se o animal fosse uma bolsa ou roupa de grife... Acho muito triste esse comportamento, mas fico feliz que tenha tanta gente lutando pra mudar essa maneira de pensar!!!! Um grande beijo pra todos!!!!

Elza Carrara disse... [Responder comentário]

Katia,
Eu sou apaixonada por gatos :)
Quando me casei tive de deixar meu gato na minha mãe, pois morria de medo dele tentar ir embora da nova casa e nunca mais voltar.
O visito quase todos os dias, rsrsrs
Também sou super a favor da adoção de animais, pois existem tantos animas abandonados e mal tratados pelas ruas, esperando por um lar cheio de carinho.
Sempre tive animal em casa, sendo cachorro ou gato, mas NUNCA comprei, sempre foram doados, encontrados na rua ou em feiras. A sensação é bem mais gostosa :)
Queria aproveitar esse espaço também, para agradecer seu link para o meu cantinho, recebi muitas visitas, graças a sua credibilidade e novas seguidoras também. Muito obrigada de coração, você é uma pessoa do bem :)
Bjs.

Cucchiaio pieno disse... [Responder comentário]

Oi querida
Sou super contra a venda de animais.
Essa semana com tanta neve estou super preocupada, com o coração apertado com a gatinha que adotei, ela vai e volta quando quer, come, se deixa acariciar e some, mas com esse tempo ela nao voltou ainda, snif, snif...
Meu marido é um dos poucos advogados na Europa que defende animais, estamos sempre em meio a animalistas, canis, amigos de 4 patas e por ai' vai!
A Stela tem um coração gigante e ganhou mais uma admiradora! Me emocionei com esse post.
O Frank, o Fred, a Camille... enfim, são todos lindos!
As fotos também são incríveis, próprias para um belo calendário.
Um forte abraço a Stela e a querida Katia
Léia

Prosopopéias Cintilantes disse... [Responder comentário]

Meninas
Obrigada pelos comentários!
Nossa quanta gente que gosta de gatos, hein?
Toda a ajuda que vocês puderem dar, vai ser bem vinda!
Tenho certeza que a minha turminha é bem feliz. Eu com certeza sou mais feliz por tê-los na minha vida.
Quem quiser ver mais fotos deles, pode ir no www.petetecos.blogspot.com
É o blog que eu fiz para eles.
Um beijo,
Stela, Petetecos e todos da turma 4Patinhas

Claudia Lima disse... [Responder comentário]

Parabéns a todos que participam desta iniciativa. Um grande exemplo!
Bjs :)

Cláudia disse... [Responder comentário]

amei amei amei esse post, eu sou gateira, tenho 6, concordo com tudo que a Stella disse, infelizmente o preconceito arruina vidas, eu ainda choro quando vejo as fotos dos meus que se foram eu não tenho vergonha de dizer que os amo e mimo muito, caes tambem, tenho 2, eu morro de ódio de quem maltrata animais,eles são criaturas de Deus e as pessoas tem que entender que tambem sentem dor, solidão e necessidades fisicas,ai vou parar por aqui senao eu choro, que Deus abençoe ricamente a vida de todas as pessoas que amam os animais

Cláudia disse... [Responder comentário]

coloquei no meu flickr e linkei pro seu blog,espero ter ajudado um pouquinho
http://www.flickr.com/photos/claudiarteira/

Francy disse... [Responder comentário]

Olá Katia,
Muito boa a entrevista da Stela.
Temos um blog: www.caesegatosdorecife.blogspot.com que criei para ajudar a muitas pessoas que me escrevem pedindo ajuda...
Ontem foi dia de vacinar o meu lindo gatinho Julie...
Vou postar hoje sobre ele no blog que falei acima...
Sou madrinha de uma protetora de animais e ajudo sempre.
abs,

Marta disse... [Responder comentário]

Eu adorei os nomes dos gatinhos e gatinhas. Uma amiga do trabalho ganhou uma cadelinha e colocou o nome de Brigitte, pois é buldogue francês...rsss

Eu, sinceramente, não gosto de animais dentro de apartamentos. Se morasse em uma casa, com mais espaço, pensaria em ter algum. Mas admiro as pessoas que abrem seu coração para estas causas.

Não entendo o motivo das pessoas abandonarem os animais. Se não tem como cuidar ou criar, nem leva para casa, né?

Beijocas

António Rosa disse... [Responder comentário]

Sempre que vejo posts com animais, fico logo com a a minhs atenção redobrada.

O 'Cova do Urso' vai entrar de férias hoje, mas antes, vim aqui desejar umas Festas Felizes.

Desejo tudo de bom para 2011.

Abraço.

António

Carmen Martins disse... [Responder comentário]

Kátia!!! quero lhe desejar boas festas e um perfeito 2011. Foi um prazer enoooorme te conhecer em 2010, viu? Obrigada por todo seu carinho comigo lá no Achados de Decoração. bjs no coração

Carmen

Ateliete® disse... [Responder comentário]

A grandeza de uma nação pode ser julgada pelo modo que seus animais são tratados.... de Mahatma Gandhi.
Como este post me comoveu, e a frase de Gandhi diz tudo, pois é assim que a nação tratam nossas crianças, querem adotar só as menores, mais lindas e de olhos azuis! Tudo que assisti em uma reportagem de edição especial sobre adoçao de crianças ela repetiu aqui com os animais - no caso os gatinhos- Eu qdo adolescente tive uma gata Natasha! Um dia ela fugiu, nunca mais a encontrei, partiu o meu coração e desde então virei "cachorreira" mas não deixo de ter carinho especial por todas as especies!
Lindo o gesto da Stela de ceder um lar temporário, coisa que sei que não seria capaz, pois na hora de devolver não iria conseguir, tenho que trabalhar o meu lado possessivo - rs
Olha, aqui uma coisa acho muito bacana, para se ter um animal ele tem que ter certidão, recebe colera com endereço do dono, paga impostos. Não tem essa de abandonar, pois se fizerem isso a prefeitura encontra o dono e ele é multado. A pessoa fica conciente de que é uma responsabilidade verdadeira.
Tive 3 cachorros (2 duas já faleceram) que amam e amaram tanto minha família. Sou grata por ter conhecido o amor incondicional. E quem não sabe reconhecer que um animal tem sentimentos e que não é um brinquedo, tão pouco sabe se respeitar! Tiro o chapéu para Stela, para a Kika e para vc Kátia que cede o seu espaço e se dedica a causa! PARABËNS MENINAS! Amei este post, vou mostrar para meu irmão estudante de veterinária e assim como todos os membros da minha família amante e protetor dos animais. OBRIGADA, fiquei comovida, pois tenho a certeza que existem pessoas que se dedicam a prática do bem. PARABÉNS!
um terno abraço
ElieTe

Lu disse... [Responder comentário]

acho bacana a adoção de animais, é lamentável pessoas que jogam seus animais na rua como se fosse um lixo qualquer, muito legal a causa.

Katia Bonfadini disse... [Responder comentário]

Oi, Eliete!!!! Que mensagem linda!!!!! Também adoro essa frase de Ghandi! E achei bem legal a forma como as coisas são feitas na Holanda! Acho que a adoção consciente é incentivada e deveria ser assim aqui também. A gente vê tanta crueldade sendo cometida pelas ruas, né? Pra mim, quem maltrata um bichinho é um psicopata! Não é a toa que a maioria desses serial killers americanos tem histórico de maus-tratos a animais na infância. Eu olho os gatinhos e cães da minha mãe com aquelas carinhas fofas, ingênuas e inocentes e não consigo imaginar que alguém possa fazer mal a eles. Tem que ser muito doente pra maltratar esses seres, né? Beijos, pessoal, e muito obrigada pelos comentários!!!!!

Teodoro disse... [Responder comentário]

Adorei, Katia! A Stela é um doce que mami teve o prazer de conhecer. Eu já fui mimado por ela na Copa do Mundo! As fotos dela são espetaculares e o trabalho que ela faz com os bichanos é de tirar o chapéu. beijos

Eli disse... [Responder comentário]

Oi Amiga, vim desejar um Natal abençoado e que 2011 seja repleto de realizações.
Um abraço carinhoso,
Eli

Related Posts with Thumbnails