quarta-feira, 13 de março de 2013

A Páscoa no Leste Europeu: tradições, curiosidades, eventos especiais e decoração típica

Totens decorados para a Páscoa na Polônia

Ovos de madeira expostos em uma feira ao ar livre em Cracóvia, Polônia

Cascas de ovos – de verdade! – pintadas à mão em Szentendre, Hungria

Ovo gigante pintado com a imagem de um dos cartões postais de Zagreb, Croácia

Souvenir com tema pascal comprado em Riga, Letônia

Árvore de Pascoa em Bled, Eslovênia

Nos últimos três anos, estivemos de férias no mês de abril e viajamos pelo continente europeu no período da Páscoa. Em 2012 fomos à Russia, Turquia e Grécia mais para o final do mês, quando as festividades já tinham terminado, e por isso não foi possível conhecer as tradições locais.

Sabemos que no mundo cristão há o costume de presentear os familiares e amigos com ovos de chocolate no dia da Páscoa, mas em alguns países do Leste Europeu como a Polônia, a Ucrânia, a Rússia, a Hungria etc., a tradição é pintar artisticamente os ovos de várias aves com motivos alegres e multicoloridos. Aproveitei a proximidade da Páscoa e do almoço que vou organizar em casa, para rever algumas imagens registradas nessas viagens e me inspirar na decoração festiva dos países que visitei.

Antes de preparar esse post, fiz uma extensa pesquisa sobre o significado da Páscoa nessa região e descobri que, na maior parte do Leste Europeu, trata-se do mais importante feriado religioso do ano, mais celebrado do que o Natal, inclusive.

Cracóvia, Polônia

O Marcelo soube disso quando estava traçando nosso roteiro pela Hungria. Ele descobriu que estaríamos em Budapeste no domingo de Páscoa e também na segunda-feira, que lá é feriado. Ficamos preocupados de não ter o que fazer porque as atrações seriam fechadas e as ruas ficariam vazias, já que pensávamos que as pessoas estariam em casa comemorando a ocasião. No fim das contas, fomos a uma Feira de Páscoa realizada em um parque próximo à pequena cidade de Szentendre e o feriado não atrapalhou em nada nosso passeio.

Antes de mostrar nossa passagem pela Hungria, gostaria de escrever sobre a Polônia, país que amei conhecer e que achei lindo demais!!!! Depois de visitar a capital, Varsóvia, seguimos para Cracóvia e tivemos a surpresa de encontrar a cidade animadíssima com a Feira de Páscoa que acontecia na praça principal. Esse tipo de atração é bastante comum no Leste Europeu e oferece uma ótima oportunidade para vivenciar as tradições locais, além de experimentar comidinhas, ouvir música folclórica, assistir a performances de dança e conhecer o artesanato típico. Resumindo: é tudo o que eu gosto de fazer quando viajo!!!!

De acordo com a minha pesquisa, a Polônia é um país predominantemente católico, mas também possui um bom número de cristãos ortodoxos e protestantes que comemoram a Páscoa de forma parecida.

No Sábado de Aleluia, as mulheres levam cestas cheias de comida para serem abençoadas nas igrejas e algumas famílias recebem um padre em suas casas para abençoar a mesa decorada na qual será servido o jantar.

Depois da missa de domingo, as famílias e seus convidados se reúnem em casa para compartilharem alguns ovos cozidos previamente abençoados e desejarem oficialmente uma “Feliz Páscoa” uns aos outros. Em seguida, todos são convidados a se servirem de presunto, salsicha, salada, pães e bolos, além de algumas doses de vodca bem gelada! No centro da mesa, geralmente é colocada a figura de um cordeiro, feito de gesso ou de açúcar, que representa Jesus Cristo.

Durante todo o domingo e também na segunda-feira, é costume visitar os amigos para desejar boa sorte e também para degustar um pouco das guloseimas expostas na mesa.

Os ovos pintados são um capítulo à parte. Existem várias técnicas para decorá-los, incluindo o uso de cera de abelha, de flores, folhas e animais recortados em papel colorido e de miçangas formando padrões geométricos. Para quem tiver a curiosidade de ver alguns lindos exemplos desses ovos decorados, basta clicar AQUI.

Na foto acima, vocês podem ver chocolates, pães de mel decorados, pirulitos em forma de flor, coração e os cordeiros feitos de açúcar que mencionei anteriormente.

Como não ligo muito pra guloseimas, resolvi experimentar a cerveja local, servida por esse senhor simpático aí da foto que fez até pose! Também provei a versão doce da cerveja, que recebia uma dose generosa de xarope de framboesa. Era interessante, mas preferi a comum.

Para acompanhar a cerveja, pedi uma zapiekanka, espécie de pizza polonesa com coberturas variadas. As minhas tinham sempre queijo e cogumelos… adooooooro cogumelos!

Outra coisa que adoro é comida de rua e eu não queria saber de outra coisa depois que descobri a praça de alimentação da Feira de Páscoa. Comemos por lá todos os dias!

A comida não era nada “light” e confesso que o excesso de gordura normalmente me incomoda, mas estávamos de férias e eu chutei o balde, conforme vocês podem conferir nas fotos acima.

Experimentamos salsichas e linguiças variadas, muitos cogumelos e pierogis, uma espécie de pastel cozido ou frito recheado com queijo, batata, cebola, repolho e carne.

Vilnius, Lituânia

Nessa mesma viagem, passamos por Vilnius, na Lituânia, onde a Páscoa também é celebrada com muitos eventos. No Domingo de Ramos, é tradição levar um arranjo decorado como os da foto abaixo para ser consagrado na igreja.

Vimos muitas variedades desse tipo de adorno incrementado com flores secas, fitas, sementes, fibras etc. e mais tarde descobri que Vilnius é famosa pela produção dessas peças. Segundo a tradição, esses arranjos protegem contra privações e sofrimentos e devem ser guardados até o ano seguinte, quando precisam ser queimados ritualmente e não podem ser simplesmente jogados no lixo.

No domingo de Páscoa, pegamos um trem e planejamos passar o dia em Szentendre, uma pequena localidade próxima a Budapeste. A cidade é conhecida por seus museus e galerias de arte. Por causa do caráter pitoresco e da facilidade de acesso, tornou-se um destino muito procurado pelos turistas que visitam a capital da Hungria.

Chegamos bem cedo, demos uma volta em Szentendre, tiramos algumas fotos e vimos os moradores bem vestidos saindo das igrejas que celebravam a missa de Páscoa. Pedi um tempo pro Marcelo a fim de conferir o artesanato local e comprar alguns souvenirs e depois disso percebemos que não havia muito mais a conhecer na cidade, que é uma gracinha, mas bem pequena.

O Marcelo havia me falado sobre o Skanzen, uma atração que é uma mistura de museu ao ar livre com zoológico, parque infantil e cidade do interior. Seu objetivo é mostrar como as pessoas viviam e onde moravam ao longo dos séculos em várias regiões da Hungria. Há réplicas de prédios históricos como casas, galpões, estábulos, celeiros e igrejas. Também há animais trazidos de diversas partes do país e pessoas vestidas com roupas de época. Como havíamos gostado muito do parque Skansen, que conhecemos em Estocolmo, na Suécia, em 2008, achamos que seria divertido e seguimos pra lá.

Arquitetura típica de uma casa datada de 1833

Pegamos uma van que saía periodicamente para o parque e enfrentamos um engarrafamento monstruoso na estrada. A impressão que tivemos foi a de que todas as famílias que moravam nas redondezas tiveram a mesma ideia que a gente, já que era dia de Páscoa e provavelmente haveria um evento especial para celebrar a data.

Pastora e seu rebanho

Chegamos no Skanzen com grandes expectativas, o que nunca é bom, rsrs! Para um dia que deveria ser especial, achamos que havia muito poucas atrações.

Atores vestidos com trajes de época

Talvez o maior problema tenha sido a comparação com o Skansen de Estocolmo, que era maior e estava cheio de atrações na praça principal, além das atrações fixas, justamente porque era o último domingo do mês, quando acontece uma divertida Feira Medieval. Havia muitas brincadeiras, jogos e comidas típicas. Vocês podem conferir nossa experiência no seguinte post:

http://casosecoisasdabonfa.blogspot.com.br/2009/06/o-bar-de-gelo.html

Infelizmente o Skanzen da Hungria se revelou bem menos interessante, mas como já estávamos lá, fomos procurar o que fazer. O que mais me chamou a atenção foram os ovos pintados da foto acima.

Tratava-se de cascas de ovos de verdade decoradas com desenhos florais que pareciam imitar rendas e bordados. O mais curioso é que havia um furinho bem pequeno na base de cada uma delas, por onde haviam sido retiradas a clara e a gema líquidas. Os ovos nem estavam cozidos e as casquinhas eram super frágeis!!!!! Havia algumas pessoas demonstrando essa técnica usando um aparelhinho que fazia o tal furo com muita precisão para que a casca não rachasse.

Aproveitamos a oportunidade para experimentar algumas comidas típicas como o Langalló, uma espécie de pizza feita no forno à lenha que é coberta com sour cream, cebola, bacon e queijo, e tem um gostinho defumado.

Doces húngaros

Havia uma barraquinha de doces muito tentadora! Apesar de eu preferir os salgados às guloseimas açucaradas, adoro provar coisas diferentes e gostei da aparência dos doces húngaros.

Fui contida e coloquei em um saquinho poucos doces que tinham uma aparência mais “exótica”, digamos assim. Lembro que o de caramelo em formato de pretzel foi o que mais gostei.

Zagreb, Croácia

Sempre preferimos viajar de trem pela Europa porque achamos bem mais prático, não há risco de atraso por causa do mau tempo e basta chegar na plataforma na hora marcada para entrar no vagão e seguir viagem. Normalmente as passagens de trem são mais caras que as de avião, mas além das vantagens que listei, ainda há a possibilidade de descer em alguma cidade no meio do trajeto entre o ponto de partida e o de chegada, sem contar com as lindas paisagens que a gente observa no caminho.

Foi por isso que, partindo da Hungria, resolvemos fazer uma paradinha de dois dias na Croácia para conhecer a capital do país antes de seguir para a Eslovênia.

Zagreb é bonita e muito bem cuidada. Entretanto, Dubrovnik é considerada a cidade mais turística do país. Como estávamos na Croácia só de passagem, não cogitamos a possibilidade de estender o passeio, mas gostamos muito do que vimos e ficamos com vontade de voltar algum dia.

Para celebrar a Páscoa de 2011, foi criada uma exposição de ovos gigantes medindo 2m x 1m com pinturas naïf executadas por pintores da região de Koprivnica-Krizevci.

A exibição aconteceu em frente à Catedral de Zagreb e cada ovo foi pintado por um artista diferente. A peça da foto acima recebeu o desenho da Igreja de São Marcos, conforme vocês podem conferir na imagem abaixo.

Igreja de São Marcos

Os ovos gigantes ganharam o mundo e já foram expostos em praças, galerias e outros espaços públicos em Nova Iorque, Bilbao, Pamplona, Budapeste e Milão.

A maior parte das pinturas representava cenas do cotidiano rural no interior do país.

Nossa parada seguinte foi o charmosíssimo e inesquecível município de Bled, na Eslovênia. Que lugar fantástico!!!!! Basta dizer que suas atrações principais são um lago glacial com águas cor de esmeralda que abriga uma ilhota onde foi construída uma igrejinha acessível somente por barco à remo, e um castelo medieval localizado à beira de um penhasco.

Vista do lago a partir do castelo medieval. Reparem na igrejinha lá embaixo!

Castelo medieval no penhasco e barcos cheios de turistas no Lago Bled

O castelo e a igreja podiam ser vistos de vários ângulos e cada um se revelava mais interessante e apaixonante do que o outro.

Parecia que estávamos em um cenário de contos de fadas!!!!! Nem ouso dizer que foi uma pena não ter feito nenhum dia de sol porque a chuvinha fina e o friozinho gostoso tornaram o lugar ainda mais aconchegante.

Vou copiar aqui uma parte do relato do Marcelo sobre Bled:

“Deixamos as coisas no hotel e partimos para dar uma volta no lago (são cerca de 6 km). Uma delícia. Tal qual a maioria dos lugares em que vamos, nenhuma foto exprime exatamente a beleza do que você vê. E Bled tem uma beleza simples, aconchegante. Depois da volta completa pelo lago, uma chuvinha nos atrapalhou um pouco. Tivemos de nos abrigar num bar até a chuva parar e voltamos a passear. No dia seguinte, novamente uma chuvinha um tanto chata. Mas que logo deu trégua, para que pudéssemos subir ao castelo. Se a vista do lago lá de baixo já é espetacular, lá de cima é estrondosamente linda. A entrada dá direito à visita a um pequeno museu, mas o barato de lá de cima é a vista mesmo. E, paradoxalmente, o maior barato do castelo é a vista que você tem dele, de baixo! Porque é um barato você olhar para cima e ver uma construção daquelas no alto de um enorme penhasco. Nos pés do penhasco fica a igreja local, cujo interior nos surpreendeu pela beleza. Um raro caso em que o interior é mais bonito que a fachada.”

Um dia ainda vou conseguir ser rápida como o Marcelo e preparar os posts de viagem logo após voltarmos pra casa, rs!

Vocês sabem que normalmente nos hospedamos em hotéis simples ou albergues com quarto de casal, né? Dessa vez, resolvemos nos paparicar um pouco e escolhemos uma pousadinha super charmosa que tinha quartos e banheiros bem espaçosos, além de agradáveis varandas. Quando chegamos lá, descobrimos que o proprietário estava ansioso para nos conhecer porque ele havia viajado pelo Brasil há dez anos e se encantou com o nosso país. Como turistas brasileiros são raros por lá, ele estava doido pra trocar umas ideias com a gente. Apesar de poucos conterrâneos visitarem a localidade, ela é considerada o maior destino turístico do país e fica lotada de italianos no verão!

Foi nessa pousada (GARNI HOTEL BERC) que vi um belo exemplo de Árvore de Páscoa simples e charmosa. Flores, ovos e pombos de madeira adornavam os galhos colocados em um vaso de cerâmica.

Esse elemento decorativo muito comum na Alemanha e nos países do Leste Europeu é montado com galhos secos que simbolizam o momento de sofrimento da morte de Jesus Cristo. Nos galhos são penduradas cascas de ovos coloridos que simbolizam a alegria da vida e a ressurreição. A curiosidade da Árvore de Páscoa está nas cores dos ovinhos. Tradicionalmente, o ovo vermelho significa o sangue de Cristo; o verde, a esperança; o amarelo, a luz e o branco, a paz. Mas vimos também ovos cor-de-rosa, azuis, listrados, com estampa de poás etc.

No dia seguinte, entramos em um pub para nos proteger da chuva e eis que encontro outra Árvore de Páscoa em um cantinho  do bar, maior e mais incrementada do que aquela da pousada.

Na agência de turismo onde alugamos um barco à remo para chegar até a igrejinha, também havia uma Árvore de Páscoa inserida em um recipiente grande para leite pintado de branco. Além dos galhos secos e dos ovos, esse exemplar foi decorado com borboletas e flores recortadas em EVA.

Centro histórico de Riga, Letônia

Embora muita gente nunca tenha ouvido falar de Riga, na Letônia, meu primeiro contato com a cidade aconteceu em meados dos anos 90, quando trabalhei em uma organização de intercâmbio. Na época, eu não entendia porque alguém escolhia estudar durante um ano em um país tão desconhecido, que só recentemente havia conquistado sua independência da Rússia. Mas eis que a vida me ofereceu a oportunidade de estar lá quinze anos mais tarde…

Casa Blackheads, erguida no ano de 1334 e hoje transformada em museu

…e o resultado foi amor à primeira vista!!!! O belíssimo centro histórico de Riga foi declarado Patrimônio da Humanidade pela UNESCO e a cidade é conhecida por sua arquitetura Art Nouveau, comparável em importância a Viena, São Petersburgo e Barcelona.

A Letônia é o centro industrial, econômico e cultural da região do Báltico, que fica no norte da Europa. Não é o maior país, mas possui a maior e mais importante capital, que abriga 1/3 da população letã.

Foi em Riga que comprei um dos souvenirs mais bonitos dessa viagem! A caixinha de madeira tem uma galinha decorando sua tampa, ilustrada com muitos detalhes. Em sua base, há uma série de personagens sentados em torno de uma mesa pintando ovos de Páscoa.

Na loja em que comprei a peça vi outros trabalhos do mesmo artista, incluindo caixinhas semelhantes, mas essa foi a que mais gostei pelo uso de cores vibrantes e também pelo fato de ser temática. Dessa forma, sempre que vejo o objeto, lembro de onde o comprei e da época em que viajamos para a Letônia!

Praga, na República Tcheca, foi uma das cidades mais lindas que conhecemos em 2010 e, como nos apaixonamos por ela, decidimos voltar em 2011 para explorar outros países do Leste Europeu.

Amei a construção da foto acima que aparece logo atrás de mim. Ela é conhecida como Casa Storch e é decorada com uma ilustração de São Wenceslau a cavalo. Achei linda a arquitetura da fachada com seus arcos, suas pequenas janelas e o balcão todo trabalhado.

Encontrei esse ovo gigante em uma loja de souvenirs. Ele não estava à venda, mas dentro do estabelecimento havia muitos ovinhos coloridos pintados com a mesma delicadeza, requinte e profusão de detalhes.

Depois de rever as fotos e observar alguns interessantes detalhes decorativos, fiquei ainda mais animada com a minha festinha de Páscoa! Em breve mostro pra vocês o que estou preparando!

 

POSTS RELACIONADOS

Para ler o relato completo do Marcelo sobre a viagem de 2011 (Finlândia, Estônia, Letônia, Lituânia, Polônia, Hungria, Croácia e Eslovênia), contendo muitas informações logísticas e dicas úteis, clique no link abaixo:

http://www.mochileiros.com/leste-europeu-de-helsinki-a-ljubljana-t55550.html

Para ler o que o Marcelo escreveu sobre a viagem de 2010 (Alemanha, Áustria, República Tcheca e Eslováquia), clique aqui:

http://www.mochileiros.com/munique-berlim-praga-viena-e-outras-abril-2010-t43919.html

Dos países que aparecem nesse post, até hoje só consegui elaborar um relato completo sobre a República Tcheca, que vocês podem encontrar no seguinte link:

http://casosecoisasdabonfa.blogspot.com.br/search/label/Rep%C3%BAblica%20Tcheca

Na mesma viagem em 2010, conhecemos a Eslováquia e a Estônia, que também ganharam posts exclusivos:

http://casosecoisasdabonfa.blogspot.com.br/2010/11/um-dia-em-bratislava-capital-da.html

http://casosecoisasdabonfa.blogspot.com.br/search/label/Est%C3%B4nia

Logo depois que retornei das férias em 2011, fiz um apanhado geral das curiosidades nas áreas de design, decoração, ilustração, artesanato e sinalização que fotografei durante essa viagem ao Leste Europeu:

http://casosecoisasdabonfa.blogspot.com.br/2011/05/curiosidades-nas-areas-de-design.html

Nos seguintes links, vocês vão encontrar posts sobre as comprinhas que fiz por lá em 2010 e 2011:

http://casosecoisasdabonfa.blogspot.com.br/2011/05/comprinhas-no-leste-europeu-e-mais-dois.html

http://casosecoisasdabonfa.blogspot.com.br/2010/05/comprinhas-que-fiz-na-na-republica.html

Além da época da Páscoa, o que recomendo a quem deseja se misturar à população local e vivenciar uma experiência menos turística, é passar o Natal e/ou Réveillon em algum lugar do mundo onde essas datas são comemoradas com feiras temáticas, espetáculos de danças folclóricas, peças de teatro, comidas e artesanato típico, como na Suíça:

http://casosecoisasdabonfa.blogspot.com.br/search/label/Su%C3%AD%C3%A7a

Um grande beijo com votos de uma ótima quarta-feira!!!!

Fontes:
http://www.klick.com.br/conteudo/pagina/0,6313,POR-2120-18880-,00.html
http://www.biega.com/easter.html
http://goeasteurope.about.com/od/easteuropeholidays/tp/Types-Of-Easter-Eggs-From-Eastern-Europe.htm
http://goeasteurope.about.com/od/poland/a/polishfood.htm
http://ausis.gf.vu.lt/eka/customs/palm.html
http://easteuropeanfood.about.com/od/lithuaniaeastertraditions/a/How-Lithuanians-Celebrate-Easter.htm
http://www.guide2croatia.net/news/1170/Zagreb-Tourist-Board-organizes-exhibition-of-large-Easter-eggs-in-front-of-the-Cathedral-in-Zagreb-Croatia
http://www.mochileiros.com/leste-europeu-de-helsinki-a-ljubljana-t55550.html
http://pt.wikipedia.org/wiki/Riga
http://www.viaggio-mondo.com/2010/08/letonia-riga.html
http://www.vemprapomerode.com.br/evento/5a-osterfest-festival-de-pascoa-em-pomerode

Bonfa-ass

18 comentários:

Fernanda Reali disse... [Responder comentário]

Amei tudo e vou pinterestar, para viajar melhor nas imagens. A Croácia entrou na minha lista de desejos depois de uma converda com a Baú da Lola Diacuy.

Comi pierogis algumas vezes, porque tenho um raminho polonês na família.

Obrigada pelas imagens!

Beijooooos

Katia Bonfadini disse... [Responder comentário]

@Fernanda RealiQue legal, Fernanda! Muito obrigada pelo comentário e elogio! Fico feliz que tenha gostado desse resumão! Vou tentar fazer mais posts sobre esses países ao longo do tempo. É realmente uma parte do mundo bem bonita e interessante! Vale a pena visitar!!!! Um grande beijo!

Ana Elisa Mussolino disse... [Responder comentário]

Nossa!!as imagens são lindas! Me apaixonei pela igrejinha na ilha. Os ovos e as construções tbm me encantaram. Nao da nem pra imaginar q lugares tão lindos sofreram tanto com guerras...

Bjinho.
Ana Elisa Mussolino

Katia Bonfadini disse... [Responder comentário]

@Ana Elisa MussolinoAna Elisa, essa parte do mundo realmente me deixou encantada e descobri paisagens e belezas arquitetônicas que eu nào imaginava existirem por lá! Ah, realmente entendo o que vc diz: Cracóvia teve uma praça totalmente destruída! A gente viu as fotos e deu a maior pena, mas tudo está em pé de novo, lindo, imponente e provando que é possível renascer das cinzas!!!!! A Polônia é um lugar emocionante, fomos nos campos de concentração e na fábrica do Schindler. É incrível perceber como o país sofreu e conseguiu se reerguer. Um dia ainda conto essas histórias com detalhes por aqui! Mil beijos!

Adriane Pinhate disse... [Responder comentário]

Que preciosidade de post!
Adorei esse trabalho que teve de pesquisar, rever as fotos e lugares visitados para nos informar!
Realmente esse é o melhor Blog de entretenimento. Tem de tudo aqui!
Ahhh e como sou apaixonada por essas árvores de Pascoa! São lindas!
Estou louca para ver como será seu almoço de Pascoa!

Bjs

Katia Bonfadini disse... [Responder comentário]

@Adriane PinhateAdri, vc é uma fofa!!!!! Fico muito feliz com seu elogio tão empolgado, rsrsrs! Não vou negar que preparar um post com esse dá trabalho, mas quando a gente tem prazer no que faz, isso se torna uma atividade muito gostosa e é bastante recompensante quando recebo um comentário como o seu. Muito obrigada mesmo! Um grande beijo!

Anna Silva disse... [Responder comentário]

Bonfa, q lugares mais lindos!!
Estou me planjando para conhecer o leste europeu, especialmente a Croácia e a Letônia e é claro q virei aqui pegar todas as dicas.
Bacana saber sobre os ovos de madeira. Desde minha infância pintamos ovos e fazemos a árvore na casa de meus pais, mas isso por causa de nosso pezinho alemão. Hssss
Adorei td desse post. como sempre!! Essa é minha melhor revista de turismo. Hssss
Bjs. ;D

odonodalua disse... [Responder comentário]

Kátia, AMEI o post! Quanto mais diferente da nossa cultura, mais encantamento o país nos proporciona, não é? Entender como cada povo mantém seus costumes e comemora suas datas festivas. E também perceber como somos um povo rico por ter influência de tantas culturas em nosso sangue.

Ver suas lindas fotos de ovos de páscoa me levaram de volta à infância. Em Santa Catarina, devido à herança alemã, tínhamos o hábito de pintar casquinhas de ovos para a Páscoa, E eu mantive essa tradição na família mesmo aqui no Rio. Nicholas adora e já está perguntando quando vamos pintar as desse ano. Por isso fiquei deslumbrada com os ovos gigantes da Croácia. Que coisa linda! Todas as fotos estão maravilhosas, mas acho que essas foram as minhas favoritas.

Marco viajou para a Romênia há uns dois anos e por conhecer essa nossa tradição trouxe para mim dois ovos decorados. É impressionante a quantidade de detalhes. Os que pintamos são bem simples mas, se eu tivesse tempo e talento, dava vontade de tentar...

Obrigada por compartilhar tanta coisa linda.
Beijocas
Ronize Aline

Katia Bonfadini disse... [Responder comentário]

@Anna SilvaA tradição da Osterbaum é bem alemã mesmo, que legal! Anna, essa região é encantadora! Fiquei surpresa com tantas construções belíssimas e com a riqueza cultural de países que eu nunca imaginava conhecer! É um passeio que vale muito a pena! Beijos!

Katia Bonfadini disse... [Responder comentário]

@odonodaluaExatamente, Ronize! Quanto mais diferente a cultura, mais encantamento nos proporciona! Frase perfeita, é assim mesmo que eu penso e vem daí meu interesse maior em conhecer os países considerados "exóticos"!Muito legal essa tradição, né? Gosto desses costumem que envolvem a família e reunem pai, mãe, filhos e avós com um mesmo objetivo! Eu estudei na Cultura Inglesa e lembro que uam vez tivemos uma aula prática de EGG ROLLING. Pintamos ovos cozidos e fizemos uma corrida usando estacas e os ovinhos! Foi muito divertido! Adoro novas experiências! Penso que estamos nesse mundo para aprender constantemente!!!! Um grande beijo!

Vagner Silva disse... [Responder comentário]

muito legal!

http://arcadoeterno.blogspot.com/

Katia Bonfadini disse... [Responder comentário]

@Vagner SilvaObrigada pelo comentário, Vagner!!! Beijos!

Claudia Liechavicius disse... [Responder comentário]

Katia,

Que espetáculo de post. Nem sei por onde começar a comentar. Em primeiro lugar você fala sobre oito países. Meu Deus! Como é difícil escrever sobre viagens!!!! A gente pensa, escreve, apaga, relembra, revive, empaca, retoma, e por aí vai. Depois, essa fotos. Que maravilha. Lindas. E em épocas festivas tudo fica mais colorido e alegre. Passei a Páscoa na Rússia, por coincidência, nas duas vezes em que estive no país. Amei! Entrei em muitas igrejas para observar as pessoas e ver como eram os rituais.
Já fiquei mais empolgada com a Páscoa.
Amei esse post.

Beijos. Saudades de vc!

Claudia

Katia Bonfadini disse... [Responder comentário]

@Claudia LiechaviciusQue bom que vc gostou!!!!! Sua opinião é super importante pra mim, Claudia! Vc é viajadíssima, escreve posts super completos e com imagens de tirar o fôlego! Fico muito feliz mesmo com seu elogio! A gente estava na Rússia na mesma época no ano passado, né? Imagina se a gente se esbarra na rua, ia ser muito engraçado!!!!!! Vamos marcar um novo almoço, também estou com saudades!!!! Ah, e estou empacada em um post de viagem nacional também... são muitos detalhes, né? E a gente tem que pesquisar muito pra nào escrever besteira, rsrsrs!

Beijão!

Katia Bonfadini disse... [Responder comentário]

@Claudia LiechaviciusQue bom que vc gostou!!!!! Sua opinião é super importante pra mim, Claudia! Vc é viajadíssima, escreve posts super completos e com imagens de tirar o fôlego! Fico muito feliz mesmo com seu elogio! A gente estava na Rússia na mesma época no ano passado, né? Imagina se a gente se esbarra na rua, ia ser muito engraçado!!!!!! Vamos marcar um novo almoço, também estou com saudades!!!! Ah, e estou empacada em um post de viagem nacional também... são muitos detalhes, né? E a gente tem que pesquisar muito pra nào escrever besteira, rsrsrs!

Beijão!

Unknown disse... [Responder comentário]

Oi Kátia,
Primeiro parabéns pelo seu blog. Te segui há bastante tempo! :)
Sei que sua vida é corrida e os posts de viagem são os mais trabalhosos, mas, se possível, gostaria de ver algum post sobre a sua viagem à Alemanha.
Muito obrigada!
Sucesso sempre!!
Mariana

Katia Bonfadini disse... [Responder comentário]

@UnknownMuito obrigada pelo carinho, Mariana! POis é, menina, fizemos essa viagem à Alemanha em 2010 e só fiz um post sobre as curiosidades do passeio, além das comprinhas que fiz por lá. Mas o Marcelo fez o relato completo e coloquei o link pro post dele aqui. Devo demorar a preparar novos relatos porque é sempre mais fácil quando as lembranças estão fresquinhas, né? Mas acho que vc deu sorte: daqui a duas ou três semanas devo publicar um relato sobre Dresden, uma cidade linda onde passamos somente algumas horas, aproveitando a comodidade de uma escala de trem. Um beijo enorme e seja sempre muito bem-vinda!

Angela disse... [Responder comentário]

Ao lado de "Leste Europeu" na minha lista de viagens a fazer, vou colocar um asterisco dizendo: "ir na páscoa!" Beijos

Related Posts with Thumbnails