sexta-feira, 14 de junho de 2013

Minha mãe me ensinou a sonhar

IMG_8487a

Hoje eu gostaria de compartilhar com vocês meu mais recente trabalho, a capa do livro MINHA MÃE ME ENSINOU A SONHAR, uma história autobiográfica escrita pela jornalista Flavia Mariano. Fiquei super feliz com o convite para trabalhar na criação da capa dessa publicação que prendeu a minha atenção e que fez com que eu questionasse alguns aspectos da minha personalidade. Acho que a maioria de nós já pensou em desistir no meio do caminho de algum projeto que não correspondeu às expectativas no prazo desejado, né? Pessoalmente, não penso que desistir seja assumir um fracasso, mas a incrível história da Flavia me levou a pensar se algumas vezes eu não desisti cedo demais dos meus sonhos…

MINHA MÃE ME ENSINOU A SONHAR é uma verdadeira lição de vida… e de uma vida real, sem firulas nem maquiagem.

A resenha oficial do livro é a seguinte:

“Minha mãe sempre disse que quando queremos algo, de verdade, o universo conspira a nosso favor. Mas, para isso, temos que desejar muito. E ela desejou”.

Em Minha Mãe me Ensinou a Sonhar, Flavia Mariano discorre sobre a sua história e a de sua mãe divorciada, uma mulher obstinada a quebrar o ciclo de pobreza no qual viviam por meio do estudo.

Moradora de uma comunidade carente do Rio de Janeiro, Miriam, a mãe, decide que não quer este futuro para a filha. Mas como mudar esta sina que já acompanhava a família a gerações? A sua escolha são os livros, sobre os quais ela se debruça anos a fio, parecendo alheia aos altos e baixos da sua vida, o que inclui morar de favor, passar fome, mudar de casa mais de uma dezena de vezes e ainda ser vítima de discriminação social.

Sob o lema de que “é preciso estar aberto ao novo, pois a ignorância aprisiona” e sem jamais deixar de acreditar que o estudo traz oportunidades, esta mãe aprendeu e cresceu com as adversidades e nunca desistiu de investir em seu sonho e na educação de Flavia, apesar de por vezes ter tido que lidar com o descrédito da família, amigos e mesmo da filha, já adolescente na época.

O reconhecimento tardou, mas veio. E com a frase “a minha mãe não via as pedras, ela só via o caminho”, Flavia descreve bem a persistência e o otimismo inabalável de Miriam, que perseguiu o seu sonho “impossível” e chegou muito além do que poderia imaginar. Hoje ela é professora de pós-graduação nas áreas de marketing e gerenciamento de projetos, além de diretora executiva de uma empresa que realiza consultorias, treinamentos e palestras nas áreas de educação corporativa, gerenciamento de projetos e marketing.

Flavia também venceu. Depois de viver toda a trajetória que levou à concretização dos sonhos da mãe, neste livro ela discorre a respeito do maior legado que uma mãe pode deixar a uma filha: o seu próprio exemplo, que ela segue e agora divide com os seus leitores em Minha Mãe me Ensinou a Sonhar.

Sobre a autora: Flavia Mariano nasceu no Rio de Janeiro, mas foi “pelo mundo” que encontrou inspiração para escrever os seus livros e blogs (Viagem para Mulheres e Depois do 25 – Dilemas femininos).

Formada em jornalismo e pós-graduada em jornalismo literário, já trabalhou como radialista e também em televisão. É autora de outros dois livros: Intercâmbio – Aí vou eu, e Equilíbrio – A vida não faz acordos.

Dados técnicos do livro: Minha Mãe me Ensinou a Sonhar

Autor: Flavia Mariano

Preço de capa: R$ 29,75

ISBN: 978-85-88098-76-3

Ano: 2013

Edição: 1ª edição

Número de páginas: 184

Formato: 160 x 230 mm

Contato: Artliber Editora (Ana Paula Ribeiro / 11 3643-0300 / www.artliber.com.br)

…………………………………………………………………………………

Fica aqui a dica, pessoal! Preciso dizer mais alguma coisa? Acho que a resenha é perfeita. MINHA MÃE ME ENSINOU A SONHAR é uma verdadeira injeção de ânimo e de esperança para aqueles momentos em que a luz no fim do túnel parece bem fraquinha… é bom saber que ela ainda está lá e que a gente pode e deve caminhar em sua direção visando um futuro melhor!

Um grande beijo pra todos com votos de um final de semana inspirador!!!! E lá vou eu conhecer mais um pedacinho de Santa Catarina!

Até segunda-feira, pessoal!!!!

Bonfa-ass

26 comentários:

Ana Maria Braga disse... [Responder comentário]

ficou muito bonita a capa do livro. Adorei as cores alegres. Parabéns pelo trabalho.Bjs

Katia Bonfadini disse... [Responder comentário]

@Ana Maria BragaQue bom que gostou, Ana!!!! Testamos várias combinações até chegar a essas cores. Ficaram bem vibrantes, né? E o fundo escuro fez um bom contraste. O livro é muito bom, li inteirinho em um só dia. Prende a atenção, ainda mais porque a gente sabe que se trata de uma história real. Um super beijo e ótimo final de semana!

Veronica B. da Silva disse... [Responder comentário]

Katia, estória revigorante eu diria... linda a capa... parabéns amiga... BJ.

Veronica B. da Silva disse... [Responder comentário]

Katia, estória revigorante eu diria... linda a capa... parabéns amiga... BJ.

Katia Bonfadini disse... [Responder comentário]

@Veronica B. da SilvaObrigada, querida! A história é ótima mesmo e a gente percebe o quanto é importante seguir em frente e continuar buscando nossos objetivos! Um grande beijo!

Adriana Moreira disse... [Responder comentário]

OI, amigo!

História linda e contagiante essa da Flávia. Com certeza, vai ser ótimo ler o livro e aprender com ele que os sonhos podem sim, serem realizados através de muito trabalho e da nossa fé em que eles cheguem ao seu destino final. Obrigada pela dica do livro, pela partilha e também pelo lindo trabalho que você fez no livro. Não estou sempre interagindo, mas sempre que posso estou aqui lendo os seus posts.

Abraços,

Drica.

Ateliê Rocha disse... [Responder comentário]

Que capa linda, Kátia!
Uma excelente "vitrine" para o livro. Parabéns pelo trabalho!
Beijos,
Glaucia

Katia Bonfadini disse... [Responder comentário]

@Adriana MoreiraOi, Adriana! Muito obrigada pelo carinho e comentário! Eu li o livro da Flávia na hora certa e cada vez mais acredito que nada acontece por acaso! Eu precisava de uma história (real) assim: alguém que não se deixa abater por nada, alguém que nào se conforma em desistir quando o mundo parece conspirar contra, alguém que caiu e levantou muitas vezes e que presenteou a filha com uma riqueza imensurável. Dá uma injeção de ânimo nos momentos difíceis! Um grande beijo!

Katia Bonfadini disse... [Responder comentário]

@Ateliê RochaMuito obrigada, Glaucia! Um beijào e ótimo final de semana!

António Jesus Batalha disse... [Responder comentário]

Estou alegre por encontrar blogs como o seu, ao ler algumas coisas,
reparei que tem aqui um bom blog, feito com carinho,
Posso dizer que gostei do que li e desde já quero dar-lhe os parabéns,
decerto que virei aqui mais vezes.
Sou António Batalha.
Que lhe deseja muitas felicidade e saúde em toda a sua casa.
PS.Se desejar visite O Peregrino E Servo, e se o desejar
siga, mas só se gostar, eu vou retribuir seguindo também o seu.

Flavia Mariano disse... [Responder comentário]

Oi Kátia!

Obrigada pelo carinho em colocar o livro aqui no seu blog.

O livro é uma injeção de ânimo até para mim. Porque, por toda a vida, passamos por altos e baixos. Todos nós.

Beijos!

utensilios disse... [Responder comentário]

Que legal, Kátia! Parabéns pelo trabalho :D A capa está alegre e cativante, como um sonho bom mesmo :) Tinha deixado um comentário no post sobre a viagem a Austrália, recebeu? Bom, saudades e em breve mando um email para te "apresentar" a Isabel ;)
Beijos!

Carol Vieira disse... [Responder comentário]

Nossa, que livro é esse??? Que injeção de ânimo hein??? Flavia Mariano é uma querida, super simpática e disponível... Agora dá para entender o pq dela ser assim. Com um exemplo desse em casa não poderia ser diferente.
Vou comprar o livro com certeza.
Parabéns Katia pelo trabalho da capa... Vc sempre arrasando.
Beijos para as duas lindonas :o)))

Leni disse... [Responder comentário]

Lindo trabalho KAtia, ficou linda a capa...e tbem gostei muito da resenha que um pra mim!!!

beijos
LEni

Maria disse... [Responder comentário]

Como assim, vc acabou de chegar de viagem! Meu Deus, que energia! Boa viagem e bom final de semana. Adorei a resenha do livro e parabens pela capa. Bjus.

Sandra Lima disse... [Responder comentário]

Kátia, a resenha é mesmo pra fazer a gente ter vontade de ler! Amo biografias, e por mais que a Flávia já tivesse falado no blog sobre ter passado por dificuldades, jamais pensaria que fossem tão grandes...
A capa ficou linda!
Beijos

Marcela Pontes disse... [Responder comentário]

Ai que lindo! Deve ser lindo esse livro.
E parabéns por ter sido escolhida pra fazer a capa. Ficou linda!
Bjksss

Katia Bonfadini disse... [Responder comentário]

@António Jesus BatalhaObrigada, Antonio! Seja muito bem-vindo ao meu cantinho!

Katia Bonfadini disse... [Responder comentário]

@Flavia MarianoÉ verdade, Flávia! Acho que a gente tem que aproveitar o aqui e agora porque nunca se sabe o que o destino nos reserva! Um grande beijo!

Katia Bonfadini disse... [Responder comentário]

@utensiliosOi, querida!!!!!!!!!! Que saudades!!!! E a filhota? Quero saber as novidades!!!! Estou tão sumida! Vou passar lá no seu blog! Bjs

Katia Bonfadini disse... [Responder comentário]

@Carol VieiraA Flávia é mesmo uma pessoa especial! Conhecendo sua história de vida, a gente passa a admirá-la ainda mais! Beijos!

Katia Bonfadini disse... [Responder comentário]

@LeniObrigada, leni! É uma leitura pra nos acompanhar a vida toda! Beijos!

Katia Bonfadini disse... [Responder comentário]

@MariaPois é, Maria, rsrs! O livro já estava pronto, claro, mas já fiz bastante coisa desde que voltei. Realmente não paro nunca!!!! Um super beijo!

Katia Bonfadini disse... [Responder comentário]

@Sandra LimaExatamente, Sandra! Eu também nào sabia da extensão das dificuldades que a Flávia havia passado. É uma injeção de ânimo mesmo saber que ela e sua màe enfrentaram tantas adversidades e seguiram em frente vitoriosas e com uma lição de vida para compartilhar! Beijos!

Katia Bonfadini disse... [Responder comentário]

@Marcela PontesObrigada, querida! O livro tem uma leitura densa, mas passa uma mensagem linda e positiva mesmo! Um super beijo!

Adriana Moreira disse... [Responder comentário]

Kátia, obrigada pela atenção e descupe-me, só agora notei, que ao invés de digitar, "Oi, amiga!", escrevi: "OI, amigo!"... rsrsrsrsrs... coisas de gente apressada.

Beijão!

Drica.

@Katia Bonfadini

Related Posts with Thumbnails