quarta-feira, 9 de outubro de 2013

Um final de semana no Pantanal-MT: safári na Transpantaneira

IMG_1392

Bem-vindos ao Pantanal!

IMG_1513

A estátua de São Francisco de Assis, o padroeiro da ecologia, no início da Transpantaneira

IMG_1725

Uma das 118 pontes de madeira da rodovia Transpantaneira

IMG_1359

A exuberante Piúva ou Ipê Rosa
IMG_1713
IMG_1722
Lindas paisagens pelo caminho…

IMG_1759

… e fauna riquíssima!

DSC01265

O colorido Araçati
DSC01285
Aglomeração de Tuiuiús

DSC01139

Garça branca

DSC01263

O famoso Carcará

IMG_1880

Capivaras nadando em fila indiana

IMG_1811

Cervo do Pantanal

IMG_1495

Meu primeiro avistamento de jacarés!

IMG_1488

E eu com receio de não ver bicho nenhum, rs! Eles estavam por toda a parte!!!!

DSC01290

Caminhando na nossa direção…

DSC01294

… com um “sorriso” no rosto!

IMG_2014

Nosso guia super corajoso!

Quando estivemos na Chapada dos Guimarães no ano passado, o Marcelo teve a ideia de voltar ao Mato Grosso para percorrer a Rodovia Transpantaneira num final de semana. Ele fez as contas e achou que seria tempo suficiente para aproveitarmos bem a estadia no Pantanal. E ele tinha razão! Copio abaixo um trecho no relato do Marcelo no site MOCHILEIROS:

“Não sei exatamente como me veio a ideia, mas vi que cabia num fim de semana. Inicialmente eu achava que seria necessário um guia com carro e tal. Depois, pesquisando, vi que dava para encarar de carro comum na época seca (meio de ano), por conta própria. Então ficou acertado: assim que houvesse alguma promoção, voltaríamos para lá! E rolou promoção, como quase sempre rola. Não com os incríveis R$ 99 por perna que pagamos no ano passado, mas a também muito convidativos R$ 129. Claro, para tanto é necessário comprar com meses de antecedência. Compramos em abril para a viagem em agosto”.

IMG_1356

Chegamos de madrugada em Cuiabá, fomos direto dormir e partimos para Poconé (a 100 km de distância) no sábado bem cedinho.

IMG_1371

Pracinha em Poconé

IMG_1378

O Pantanal é considerado a maior planície alagada do planeta, compreendendo parte dos estados do Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, além de parte da Bolívia e Paraguai. Sua biodiversidade é fascinante contendo mais de 650 espécies de aves, 80 de mamíferos, 50 de repteis, além de centenas de espécies de peixes e insetos.*

IMG_1381

Acabou o asfalto!

A Rodovia Transpantaneira possui 145 km de extensão e a estrada é praticamente toda de terra batida. Ela liga a cidade de Poconé até a localidade de Porto Jofre, na beira do Rio Cuiabá, na divisa dos estados do Mato Grosso e do Mato Grosso do Sul.*

IMG_1397

Pouco depois de acabar o asfalto, chegamos ao famoso portal de madeira que marca o início da Transpantaneira. Tiramos algumas fotos com o “cartão postal” e aproveitamos para conhecer o Zico, um jacaré solitário que vive ali pertinho e ganhou até uma plaquinha indicando o local onde mora.

DSC01033

O Zico fica lá no fundo pra ter mais privacidade, rs!

DSC01051

Um dos melhores pontos para observação da fauna local fica logo no começo da estrada, pouco depois do portal, entre a primeira e a segunda ponte de madeira. Bom, pelo menos foi assim na época seca. Vimos inúmeras garças, tuiuiús e jacarés nesse trecho e não encontramos a mesma concentração de animais em nenhum outro pedaço da Transpantaneira.

IMG_1479

Antes de embarcarmos para mais essa aventura de final de semana, pensei que nós poderiamos ter o azar de ver poucos bichos na estrada, da mesma forma que a gente corre o risco de viajar para uma cidade praiana e pegar chuva direto, né? Mas que nada, eu estava completamente enganada!!!!! Tinha jacarés por todos os lados, tuiuiús, garças e cavalarias (pássaros de cabeça vermelha) aos montes e capivaras idem. É impossível o turista voltar do Pantanal sem centenas de fotos da fauna no cartão de memória! O lugar parece um verdadeiro zoológico ao ar livre.

DSC01048

O jacaré com cara de “Não tô nem aí pra vocês!”

DSC01047

No início do percurso eu estava morrendo de medo da jacarezada, mas depois percebi que eles estão tão acostumados com a presença do homem que nem dão muita bola pra gente.

DSC01052

Apesar disso, nos dois dias que estivemos por lá, cruzamos com pouquíssimos carros na estrada. Talvez uns 20, no máximo. Não mais do que isso, com certeza.

DSC01155

Na Transpantaneira há 120 pontes no total, sendo que 118 são de madeira.

DSC01039

Algumas pontes estavam em bom estado, outras precisavam de uma reforma urgente e ainda havia uma ou duas interditadas.

IMG_1421

Pelo que pudemos observar, é perto das pontes que os animais se concentram devido ao acúmulo de água.

DSC01105

Achei isso bem oportuno, já que dessa maneira conseguimos tirar boas fotos a uma distância segura.

IMG_1671

Jacarezinho boiando na maior tranquilidade…

IMG_1544

… já esse parecia meio atolado na lama!

IMG_1554

Eu me contentava a ver a jacarezada lá de cima e só arriscava descer algumas vezes, mas o Marcelo

IMG_1547

…chegava muito mais perto!!!!

DSC01104

Esse daí estava encarando o Marcelo!

IMG_1507

Próximo ao início da rodovia, encontramos esse pequeno portal com uma homenagem a São Francisco de Assis, o padroeiro dos animais e da ecologia.

DSC01278

Os tuiuiús e garças conviviam harmoniosamente…

DSC01063

… mas enquanto as garças eram mais sensíveis à nossa presença e voavam quando nos aproximávamos muito, or tuiuiús não pareciam se importar com a gente.

DSC01087

Pássaros, pássaros e mais pássaros em todas as direções!

IMG_1557

Foi debaixo da escassa sombra de uma árvore meio seca que avistei o primeiro grupo de capivaras… adoro esses bichinhos fofos e gorduchos!!!!

IMG_1561

Nosso hotel ficava praticamente no meio da estrada e paramos para fazer o check-in rapidinho antes de continuarmos nosso safári.

IMG_1564

O PANTANAL MATO GROSSO HOTEL é uma hospedagem bem agradável com todas as refeições incluídas. Tem piscina com cascatinha, bar, lojinha, aluguel de cavalos, deck para pescaria, oferta de passeios pelo rio e focagem noturna. O atendimento foi nota dez, todos os funcionários eram muito simpáticos e atenciosos.

IMG_1567

Lá vimos muito passarinhos como esse, batizado de Cavalaria e também conhecido como joaninha, cabecinha-vermelha, galo-da-campina-pantaneiro, cardeal-de-bico-amarelo e cardeal-do-pantanal.

IMG_1582

Adorei as lixeiras do hotel com carinha de jacaré!!!!

IMG_1577

Deck para pescaria e embarque na lancha que faz os passeios pelo Rio Pixaim
IMG_1635

Não chegamos nem a deixar as mochilas no hotel porque nosso quarto ainda não estava pronto e seguimos em frente.

DSC01137

Poucos quilômetros depois avistamos um Cervo do Pantanal.

IMG_1658

E também vimos pela primeira vez algumas aves se alimentando de peixes que ainda se rebatiam dentro dos bicos alongados.

IMG_1687

O Carcará nos chamou a atenção pela coloração de seu bico que mescla um tom de cinza azulado com vermelho vivo. Esse parecia meio arredio na estrada, mas depois encontramos outros dois perto da piscina do hotel que estavam bem à vontade!

IMG_1698

Em alguns pontos da estrada não há cercas de arame limitando o acesso dos visitantes. Aproveitamos a oportunidade para chegar mais perto dos jacarés tomando o cuidado de não assustá-los.

IMG_1692

Com o calor que fazia naquele dia, eu só pensava em como os jacarés deviam estar felizes dentro d’água, rs!

IMG_1718

Mais adiante começamos a ver algumas capivaras isoladas, como as duas da foto acima…

IMG_1720

… e essa solitária camuflada na vegetação!

IMG_1738

Depois de várias paradas e mais 90 km desde o hotel, chegamos a Porto Jofre. É onde fica o Rio Cuiabá e a Transpantaneira termina abruptamente. Do outro lado do rio, já é Mato Grosso do Sul.

IMG_1731

Do lado direito de quem chega a Porto Jofre há um hotel luxuoso para pescadores abastados (PORTO JOFRE HOTEL), cujas diárias não são pro nosso bico, rs! Alguns hóspedes chegam em seus aviões particulares.

IMG_1735

Do outro lado do rio há um barco hotel que também recebe muitos pescadores. Deve ser bem legal pra quem se interessa por essa atividade.

DSC01168

Do lado esquerdo, vimos a entrada para a pousada e camping PORTO JOFRE PANTANAL, um lugar bem simples e econômico com uma área de camping meio sujinha. O preço é bom pra região, mas não me empolguei com o lugar, apesar de eu não ser nada exigente em relação a acomodações.

IMG_1742

Ficamos um tempo por lá admirando o rio e o céu de um azul intenso. Foi um momento “relax” e uma pausa necessária antes de fazermos a viagem de volta ao nosso hotel.

IMG_1776

A gente não se cansava de parar para fotografar e admirar os jacarés! Ver esses bichos de tão perto e assim tão “soltos” em seu habitat natural foi uma experiência única.

DSC01172

No caminho de volta, encontramos esse grupo tomando um solzinho…

IMG_1803

… e um jacaré rebelde atravessando a estrada na nossa frente!!!! Ficamos com medo dele ser atropelado porque na ida encontramos um tão paradinho que devia estar morto. Por isso é importante manter uma velocidade baixa e ficar atento!

IMG_1829

Quando chegamos no hotel, demos de cara com um grupo de capivaras descansando na sombra.

IMG_1834

E lá fui eu fotografar a galera, que fugiu meio assustada!

IMG_1835

Adoro esses bichinhos!!!!

IMG_1866

Fomos levados ao nosso quatro, trocamos de roupa e aproveitamos o tempo disponível antes do jantar para nadar na piscina antes que os mosquitos começassem a nos atacar. No final da tarde, o pessoal serviu caldinho de piranha para os hóspedes. Achei uma atitude bem simpática, mas o caldo estava muito ralinho. Eu já havia provado outros mais encorpados e temperados. Fiquei meio decepcionada. O jantar também não era nada de mais, a comida era simples e sem muito tempero. Em compensação, os funcionários eram extremamente atenciosos, gentis e prestativos.

À noite fizemos um passeio de focagem noturna. Embarcamos em um caminhão no qual havia um guia com uma poderosa lanterna de longo alcance. Ele procurava animais pela mata e nos mostrava quando encontrava algum. Vimos olhinhos de jacarés brilhando no escuro, capivaras, um cervo e um lobeto, mas o momento mais interessante aconteceu quando o guia desligou a lanterna e pudemos apreciar o silêncio, a escuridão e o céu mais estrelado que já vi!

Depois do passeio, teve cantiga de viola no hotel, mas quando a gente viaja nos fins de semana, normalmente no sábado à noite estamos bem cansados e preferimos ir pra cama cedinho.

IMG_1875

No dia seguinte, acordei por volta das 7h e fui dar uma caminhada nos arredores do hotel. Avistei umas cabecinhas se deslocando no rio e cheguei mais perto pra ver do que se tratava.

IMG_1876

Eram capivaras fofas que estavam atravessando o rio em fila indiana até a margem oposta. Achei a cena fantástica!

IMG_1882

Nos fundos do hotel havia outro grupo de capivaras e alguns cavalos soltos. No Pantanal, percebi que esses bichinhos eram desconfiados e arredios porque fugiam sempre que eu me aproximava. O engraçado é que os outros grupos de capivaras que encontrei em Belo Horizonte-MG, Curitiba-PR e Palmas-TO pareciam não se incomodar com a nossa presença.

IMG_1926

O hotel oferecia um passeio de barco pelo Rio Pixaim e resolvemos nos inscrever para a primeira saída a fim de ver o sol nascer, mas eu e o Marcelo fomos os únicos interessados nesse horário e não houve quórum. O resto dos hóspedes preferiu dormir até mais tarde e embarcar no passeio das 9h. Então lá fomos nós com o grupo liderado por um guia muito simpático e divertido!

IMG_1908

O guia chamava algumas aves por seus apelidos, as quais haviam sido treinadas por ele para acompanhar o barco, fazer algumas acrobacias e dar voos rasantes sobre as nossas cabeças. Essa garça era uma delas e a performance me lembrou muito o show de pássaros que assistimos no Desert Park em Alice Springs, na Austrália.

IMG_1909

A garça performática

large_20130804-087

Vimos muitos jacarés e capivaras nas margens do rio, mas essa cena me surpreendeu: reparem no jacaré no meio dos bichinhos peludos!!!! Eles pareciam conviver harmoniosamente…

IMG_2027

Num determinado momento, o guia parou o barco próximo a um grupo de jacarés e as câmeras fizeram a festa!

IMG_2040

Chegamos bem pertinho dos bichos que nadavam em torno do barco.

DSC01237

Grupo de jacarés no Rio Pixaim

IMG_2010

Nosso guia desceu do barco e se aproximou de um dos jacarés, que ele reconheceu e chamou pelo nome. Que coragem!!!!

IMG_2014

O guia e o jacaré “bonzinho”

DSC01222

Continuando o passeio pelo rio, vimos esse tuiuiú bem grande.

large_20130804-180

Os galhos secos das árvores estavam cheios de aracuãs.

DSC01257

De volta ao hotel, o Marcelo encontrou esse araçati se deliciando com algumas frutinhas em um comedouro.

IMG_2068

Os carcarás se juntaram a nós na piscina!

IMG_2072

Antes do almoço, curtimos uma horinha tomando banho de piscina e ouvindo tradicionais cantigas sertanejas entoadas pelo guia do barco.

IMG_2063

Momento “relax” total!!!!

Depois de comer, acertamos as contas e pegamos o carro rumo a Cuiabá. No caminho, uma cobra resolveu atravessar rapidamente para o mato do outro lado da estrada, passando bem na nossa frente. Eu levei um susto porque estava cochilando, mas senti quando o Marcelo freiou e o carro deslizou na terra. Felizmente, a cobra já havia passado e não atropelamos a bichinha!

IMG_2074

Em outro momento, o Marcelo avistou um tamanduá, mas ele se assustou com o barulho do carro e entrou correndo no mato.

IMG_2075

E eu tinha cochilado de novo, rs! A estrada era meio monótona em alguns trechos e eu estava com um sono voraz pós-almoço, mas volta e meia aparecia um bicho diferente. Infelizmente não avistamos nenhuma onça, mas alguns turistas em Porto Jofre conseguiram ver algumas durante um passeio de barco no dia anterior.

zoom

Zoom no tamanduá!

IMG_2086

Paramos para observar um bando de garças levantando voo ao mesmo tempo…

IMG_2090

… e também para fotografar os últimos jacarés da viagem!

DSC01291

DSC01287

Esse tinha cara de mau!

IMG_2103

Enfim voltamos ao início da Transpantaneira e encontramos uma guia acompanhando um casal de turistas estrangeiros. Foi ela que tirou a foto acima. Conversando com a dona do camping em Porto Jofre, soubemos que só recentemente o número de turistas brasileiros na região começou a se equiparar ao de estrangeiros. É uma boa notícia, já que quando visitamos a Chapada dos Guimarães no ano passado, descobrimos que os visitantes gringos eram maioria absoluta. É ótimo saber que os brasileiros estão cada vez mais reconhecendo e valorizando as belezas do nosso país!

Um grande beijo pra todos vocês e até a próxima viagem!!!!

*Fontes:
http://www.mochileiros.com/fim-de-semana-na-transpantaneira-t86275.html
http://viajeaqui.abril.com.br/cidades/br-mt-pantanal/fotos#9

http://www.wikiaves.com.br/cavalaria
http://viajarcomerefotografar.blogspot.com.br/2012/11/pantanal.html
http://pt.wikipedia.org/wiki/MT-060

Bonfa-ass

15 comentários:

Flávia Mergulhão disse... [Responder comentário]

Pois é...vou mostrar este post ao Fábio para ver se ele se anima de ir!!
Adorei as fotos e o relato,como sempre um Diário Completo de Viagem.
Estou publicando lá no blog sobre Bali(ontem e sexta) dá uma espiada!
beijosss

Flávia Mergulhão disse... [Responder comentário]
Este comentário foi removido pelo autor.
Katia Bonfadini disse... [Responder comentário]

@Flávia MergulhãoLegal, Flavinha! Eu ameeeeei essa viagem! Esperava muito menos, pra te ser sincera! A gente viu tanto bicho, nossa!!!!!!!!!!!! O dia estava lindo e a focagem noturna foi inesquecível! Imagina as fotos que vocês iriam tirar no pantanal: sensacionais! Um super beijo!

Babi Mello disse... [Responder comentário]

Bonfa, só posso dizer que ameiiii!!!! Ah! tem outra cidade aqui no Estado que vc vai gostar, Nobres-MT.
Tem um post no meu blog, quem sabe vc e o Marcelo se animam.
É bem Mato Grosso!!!

Katia Bonfadini disse... [Responder comentário]

@Babi MelloQue legal, Babi! Vou conferir o post e a gente já está animado, rs! Ouvimos falar de Nobres quando estivemos na Chapada dos Guimarães, deve ser um lugar lindo mesmo! Esse ano vamos passar o Natal em Bonito, mas quem sabe a gente se programa para conhecer Nobres no ano que vem? Gostei da ideia! Um super beijo!

Maria disse... [Responder comentário]

Ano passado tambem estive no pantanal, mas em Corumbá, que não tem tantos atrativos assim. Nos decepcionou não terpasseios guiados pela mata. Conseguimos apenas um passeio no rio de catamarã que foi muito divertido e nos outros dias passeamos por conta. Gostei muito desse lado que vcs foram. Quem sabe um dia ainda volte...

Katia Bonfadini disse... [Responder comentário]

@MariaPuxa, que pena, Maria!!!! Na Transpantaneira não tem erro, a gente viu muuuitos bichos e paisagens lindas! Volta sim, você vai ter outra impressão do Pantanal! Beijos!

evebecker disse... [Responder comentário]

Tirando os mosquitos, esse lugar é tudo de bom. Já fui uma vez e me encantei.
Bonfa, qual a câmera voce usou para tirar essas fotos? A resolução está o máximo, estou precisando comprar uma e não sei ainda qual modelo escolho. Beijos!!

Katia Bonfadini disse... [Responder comentário]

@evebeckerÉ verdade, os mosquitos incomodam no fim da tarde, rs! Sobre as máquinas, usamos duas nessa viagem: uma Canon G12 (que está com a lente arranhada e precisa de conserto) e uma SONY (acho que o modelo é G, pelo menos foi a única pista que encontrei na câmera, rs). A Sony é bem simples e foi barata. A minha Canon me decepcionou. É semiprofissional, mas eu sou totalmente amadora e acho a resolução da Sony bem melhor. Sempre que mudo de marca, me arrependo, rs! Mas, de qualquer forma, pra te falar a verdade, acho que a diferença no resultado das fotos é o tratamento das imagens que faço no Photohop. Fiz um post com dicas aqui:

http://casosecoisasdabonfa.blogspot.com.br/2012/09/bonfa-convida-designer-katia-bonfadini.html

Um super beijo!

Anita disse... [Responder comentário]

que fotos incríveis!!! amei.

http://anitamakingof.blogspot.com.br/

Marta disse... [Responder comentário]

Katita! Que lugar lindo! E foi como falei no face... parecia que estava ao lado do Jacaré.. o zoom é potente (e eu falei foco no face..rsss)
Beijos

Fredson Rondon disse... [Responder comentário]

Olá, gostei muito de suas fotos, estou montando uma peixaria tradicional em Cuiabá, vc poderia me ajudar com umas dicas para decora-la?

Katia Bonfadini disse... [Responder comentário]

@Fredson RondonMuito obrigada, Fredson! Sobre decoração, eu não entendo muito porque trabalho com criação de Identidade visual. Mas te desejo sucesso nessa nova empreitada! Beijos!

As meninas disse... [Responder comentário]

Pois é, vou a Cuiabá na próxima semana e amei suas informações e comentários. Vou procurar a Marcia na Chapada.Vc que gosta de aventuras, já foi a Marajó. Fui em maio deste ano e amei.

Katia Bonfadini disse... [Responder comentário]

@As meninasQue legal, fico muito feliz que tenha gostado dos meus relatos! Sobre Marajó, ainda não conhecemos, mas está na nossa lista! Obrigada pela dica e boa viagem!!!!

Related Posts with Thumbnails