segunda-feira, 7 de dezembro de 2015

Resumão das férias em Curaçao–parte 1: Kenepa Chiki e Kenepa Grandi

20150923-14020150923-135

Bom dia, pessoal!!! Eu achava que esse ano não teria tempo de continuar a escrever sobre as últimas férias (que começou com o post de Aruba), mas então lembrei da frase que uma amiga postou no Facebook e repensei essa questão: “Entre 8 e 80, existem 72 possibilidades”. Parece meio óbvio, mas conheço algumas pessoas que nunca conseguem começar nada porque têm medo de não terminar. Ou acham que “podem tudo” ou “não podem nada”, dependendo da situação, e se frustram frequentemente. O equilíbrio é o ponto mais difícil de alcançar, mas com pequenas atitudes diárias, acredito que podemos ser realistas e lembrar das “72 possibilidades” que estão diante de nós.

Fiz essa introdução para dizer que, em vez de elaborar um post enorme sobre os seis dias que passamos em Curaçao, decidi ir devagar e dividir o relato por partes. Dessa forma, não preciso dispôr de tanto tempo para escrever e assim não corro o risco de desistir da empreitada.

Eu fico tão feliz quando alguém me escreve dizendo que viajou seguindo algumas dicas do blog e voltou satisfeito! Porque é uma responsabilidade, né? Eu tento me policiar para não dizer “isso é assim ou assado”. Prefiro começar as frases com “eu acho” ou “na minha opinião” etc. porque as pessoas são diferentes e cada um tem um estilo e um padrão de conforto. Eu me classifico como “viajante econômica” e, mesmo assim, isso não é unânime. Tem gente que acha que não somos econômicos o suficiente e tem gente que acha que somos muito mãos de vaca. Tudo depende do referencial. Esse ano o número de relatos de viagens foi bem escasso aqui no blog por pura falta de tempo, mas, pra compensar e aproveitar o conceito das “72 possibilidades”, tenho publicado no Instagram fotos e dicas em tempo real (ou quase) de todos os lugares no Brasil por onde passo. Pra acompanhar minhas “aventuras”, basta procurar por @katiabonfadini.

20150922-022

Esse foi o avião da companhia INSELAIR que pegamos em Aruba com destino a Curaçao. Apesar de já ter voado em aviões menores, eu estava bastante tensa! Mas deu tudo certo, não houve turbulência e a viagem durou somente meia hora.

20150923-215

Alugamos um pequeno apartamento nesse prédio (REMBRANDT STUDIO APARTMENTS), pensando sempre na relação custo x benefício, na localização do imóvel e nas avaliações de antigos hóspedes. Confesso que quando chegamos à noite, fiquei com um pouco de medo porque achei a rua deserta e bastante escura. Porém, de manhã, a minha impressão foi outra. Vi que era apenas uma tranquila rua residencial. O bom de ficar nesse apartamento foi poder cozinhar e economizar uma boa grana nas refeições, já que o dólar estava nas alturas e sair para jantar todas as noites se revelou incompatível com o nosso orçamento.

20150923-308

Na noite em que chegamos, comemos no PERLA DEL MAR, restaurante bem avaliado, charmoso e aconchegante, mas caro para os nossos padrões.

20150923-001

20150923-095

Nossa primeira parada no dia seguinte foi em Kenepa Chiki (ou Klein Knip), pequena praia pública tranquila e meio isolada no norte da ilha, que estava vazia quando chegamos por volta das 9:30 da manhã.

20150923-005

Havia uma moça vendendo bebidas e snacks numa barraca perto da praia, mas como lemos alguns relatos que diziam não ter nada por lá, passamos antes no supermercado CENTRUM e abastecemos nossa bolsa térmica com água, cerveja e belisquetes. Estendi a canga e fizemos o nosso desjejum ali na areia mesmo. Parece que tem um bar que só abre nos finais de semana, mas acho que é sempre bom estar preparado e levar, pelo menos, o básico para não passar fome nem sede.

20150923-012

Untitled-2

Achei tão fofas essas pedrinhas roliças das praias de Curaçao! São lindas de se ver, mas os pés reclamam e por isso é importante colocar na mala essas sapatilhas especiais para poder andar sobre elas e também sobre corais e cascalhos. Até para entrar na água elas são úteis, já que na parte rasa o solo é todo assim. Eu não sei indicar onde encontrá-las em Curaçao porque comprei as minhas em San Andrés, na Colômbia. Mas, de qualquer maneira, não deve ser difícil achar um par desses nas lojas de souvenirs do centro histórico.

20150923-022

20150923-021

20150923-055

20150923-036

Kenepa Chiki é uma praia ótima para snorkel, principalmente nos locais próximos aos costões rochosos.  A temperatura do mar é deliciosa e seus tons de azul turquesa são impressionantes!

20150923-117

20150923-110

Passamos a manhã inteira em Kenepa Chiki e, no início da tarde, nos dirigimos à Kenepa Grandi, considerada uma das praias mais bonitas da ilha. Ela também é pública, o que signigica “entrada gratuita”. No meio do caminho, vimos a sinalização de um mirante e paramos para admirar a bela vista (fotos acima).

20150923-143

Kenepa Grandi (Grote Knip) é realmente deslumbrante. Eu nunca tinha visto um tom de azul tão intenso no mar, fiquei de queixo caído! Porque uma coisa é ver fotos e outra é estar lá, ao vivo, para se encantar com o capricho da natureza sem filtros e perceber que a paisagem é assim mesmo, sem Photoshop! Foi a praia que mais gostei em Curaçao e a mais bonita, na minha opinião. Depois de tirar muitas fotos a partir desse mirante que fica ao lado do estacionamento, descemos para tentar encontrar um lugar à sombra.

20150923-148

20150923-158

20150923-157

20150923-155

A praia não estava tão cheia quanto imaginávamos pelo número de carros e ônibus de turismo estacionados. Conforme mencionei no post sobre Aruba, setembro deve ser uma boa época para viajar nessa região porque é fora da alta temporada e não encontramos nenhum lugar lotado, como é comum acontecer nos meses com maior fluxo de turistas. A praia Kenepa Grandi possui um pequeno bar, bem simples, mas que atende a demanda por água e uma cervejinha gelada. Obviamente, é tudo mais caro do que nos mercados e é por isso que recomendo expressamente levar uma bolsa térmica para as praias.

20150923-163

Encontramos uma sombrinha debaixo de uma árvore e deixamos nossos pertences encostados no tronco. Kenepa Grandi é uma praia “rústica” no sentido de que não possui a mesma infraestrutura de outras praias da ilha nas quais você se sente num hotel de luxo, mas eu acho que essa é a beleza do lugar. Tem gente que prefere mais conforto e tem gente que prefere o contato mais “cru” com a natureza, digamos assim. Particularmente, eu gostei tanto das praias públicas com pouca infraestrutura quanto das praias pagas estilo “resort”. Cada uma tem seus atrativos e o que não falta em Curaçao são opções para todos os gostos!

20150923-19520150923-193

Deck flutuante em Kenepa Grandi

20150923-183

20150923-174

20150923-179

Acho que dá pra ter a noção da “piscina gigante” que é Kenepa Grandi por essa sequência de fotos, né? É um lugar delicioso para nadar e se deixar surpreender com tanta lindeza!!!! O deck flutuante no meio do mar é uma atração à parte.

20150923-220

Depois da praia, voltamos para a cidade, tomamos banho e fomos curtir os arredores da região onde ficamos hospedados (Otrobanda) na capital de Curaçao: Willemstad.

20150923-226

Os coloridos casarões coloniais possuem placas como essa da foto acima, que contam a história da construção e explicam a sua importância para a cidade.

20150923-234

Casas coloniais em Otrobanda

20150923-256

Do outro lado da Baía de Santa Anna, fica Punda, a região mais badalada da capital Willemstad, que concentra bares, cafés, restaurantes e lojas. O casario colonial coloridíssimo é o cartão postal de Curaçao. Infelizmente, a ponte de pedestres Queen Emma, que faz a ligação entre Punda e Otrobanda estava desativada para manutenção. É uma marca registrada da cidade e confesso que fiquei um pouco frustrada por não vê-la em ação.

20150923-270

Sendo assim, chegamos do outro lado via ferry, que fez o trajeto curtinho em 5 minutos.

20150923-283

20150923-291

20150923-296

20150923-299

Seguimos para os WATERFRONT ARCHES, uma área de restaurantes charmosos à beira mar que possuem decks de onde vale a pena ver o pôr do sol. Os arcos ficam num antigo forte e é uma região bem animada à noite. Decidimos procurar um lugar mais em conta para jantar, mas antes nos dirigimos ao MUNDO BIZARRO pra tomar um drink.

20150923-319

O MUNDO BIZARRO é um bar/restaurante bem avaliado no Trip Advisor que foi recomendado por duas amigas. Como eu havia experimentado muitos drinks ruins em Aruba (todos super artificiais e exageradamente doces), perguntei ao barman qual era a bebida menos doce e ele fez uma sugestão, que acatei. Estava bom, mas era pequeno e caro. Pagamos a conta e fomos jantar no PLEIN CAFÉ WILHELMINA, também recomendado por amigas e que tem um ótimo custo x benefício. Pedi um prato de salmão saboroso a um preço justo.

E assim terminou nossa segunda noite em Curaçao. A gente reservou o último dia da viagem para conhecer melhor o centro hstórico e arredores. Espero conseguir dar sequência a essa série de posts em breve, mas se vocês quiserem ler o relato completo com mais informações logísticas e preços de voos, hotéis e atrações, basta acessar o link para os posts do Marcelo no site MOCHILEIROS, onde ele tem uma página:

http://www.mochileiros.com/aruba-e-curacao-em-10-dias-t120037.html

Um grande beijo pra todos com votos de uma semana animada!!!!

Bonfa-ass

8 comentários:

Bell disse... [Responder comentário]

Que sonho, tudo maravilhoso

bjokas =)

Katia Bonfadini disse... [Responder comentário]

@BellEssa viagem foi realmente especial, Bell! As paisagens são surpreendentes demais! Um super beijo!

Marta disse... [Responder comentário]

Que sonho! Que lugar maravilhoso e que fotos lindas! Agua cristalina!!!!
Beijos

Katia Bonfadini disse... [Responder comentário]

@MartaOi, Martinha! Obrigada! Curaçao me surpreendeu muito positivamente! Beijão!

Margarida Alegrio disse... [Responder comentário]

visitei Curaçao com meu marido em 2004 eu amei! é lindo praias maravilhosas parecem cenas de filmes...sao maravilhosas vale muito a pena conhecer, na epoca minha cunhada morava lá nao tivemos despesas com alimentaçao e estadia, mas voltaria de novo com muito gosto! ...mas meu marido teve um avc e ficou muito limitado entao infelizmente nao podemos ir!

Katia Bonfadini disse... [Responder comentário]

@Margarida AlegrioOi, Margarida! Desejo que seu marido tenha uma ótima recuperação e que vocês possam voltar a esse paraíso juntos! Um beijão!

Milena disse... [Responder comentário]

Oi, tô indo ali no cartório mudar meu nome para Inveja. Bonfa, linso, lindo, lindo. Essas cores são incríveis! E o mar, as praias, tudo fabuloso, mas a cidade é um charme!! Beijos

Katia Bonfadini disse... [Responder comentário]

@MilenaKkkkk, você é uma figura! Esse lugar é mesmo o paraíso! Beijão!

Related Posts with Thumbnails