quinta-feira, 3 de novembro de 2016

Receitinhas para receber os amigos

09

No aniversário do ano passado da minha filha, servi apenas sanduíches de frios que eu e minha amiga/irmã/comadre preparamos horas antes da festinha. Esse ano, queria algo diferente, mas igualmente prático e que não demandasse que alguém ficasse na cozinha sem curtir a comemoração. Por isso mesmo, cortei salgadinhos, que teriam que ser aquecidos. Além disso, queria poder surpreender a família com belisquetes fora do comum. Eu sou fã da chamada finger food, a comida que se come com a mão, servida em pequenas porções quase que únicas, e bati o martelo que queria algo assim. Então me lembrei da Arosa.

Atestado de DNA (data de nascimento avançada): eu me lembro da Arosa desde os tempos da Cozinha Maravilhosa da Ofélia, que passava na Bandeirantes (hoje, apenas Band) lá pelos anos 80. É uma marca tradicional de massa folhada, que hoje em dia oferece uma variedade bem legal de produtos congelados, semiprontos e prontos para uso. Eu já havia comprado uma vez alguns itens da linha de assados e tinha gostado muito. São crocantes, com sabor bem neutro e podem ser usados tanto com recheios salgados como com doces. Eles se conservam por bastante tempo depois de abertos os pacotes, desde que a embalagem esteja bem fechada. Então, apostei neles mais uma vez para ser a base dos meus canapés.

Coluna 7A

Print do site da Arosa, mostrando os produtos que usei

Para rechear as barquetes, mini tortinhas e tarteletes, vale usar a imaginação. Eu usei cream cheese e creme de leite como base de todas as pastinhas. Prefiro estes ingredientes à maionese, pois são mais delicados ao paladar. Para dar sabor, usei queijo Brie em uma, Gruyère em outra, azeitonas gregas, geleia de pimenta e um mix de ervas frescas e secas. Parte das pastas eu fiz na véspera, deixando pouca coisa para fazer no dia mesmo. Como a festinha estava marcada para as 17h, deixei para rechear as bases depois do almoço.

Uns dias antes do aniversário, passeando por uma loja de festas, fiquei apaixonada por uns garfinhos de plástico que imitam inox e são conhecidos como descartáveis de luxo. Resolvi comprá-los e decidi fazer uma saladinha bem refrescante para servir também. Eu a batizei de salada “mediterrânea” porque os ingredientes são bem comuns na região: pepino, cebola roxa, tomate (usei aqueles bem pequenininhos, chamados grape), azeitona grega, manjericão e bastante azeite extra virgem! Me empolguei e fiz também mini capreses no palito, servidas dentro de um copinho. A receita é simples: um pedaço de muçarela de búfala e um tomatinho espetados em um palito (que eu decorei com uma florzinha), regados com azeite e manjericão bem picado.

Coluna 7B

Saladinha grega em cima, mini caprese no palito embaixo

Como sobraram algumas bases de canapé e eu notei que não os tinha fotografado no dia, fiz algumas opções dias depois para mostrar como ficam bem bacana e até chique. Usei atum, parmesão, azeitonas verdes e pretas e um tempero árabe chamado Za’atar (ou, simplesmente zaatar ou zatar).

Coluna 7C

Canapés variados feitos com o que eu tinha em casa

Como nem sempre a gente tem queijos e outros alimentos perecíveis na geladeira, vou dar dica de quatro recheios com ingredientes que você pode ter guardado na despensa sem problema. Desta vez, usei o produto da Arosa chamado coquinho, que é bem pequenininho e jeitoso.

A primeira opção é com o tal do zatar. Este produto é facilmente encontrado em casas que vendem produtos a granel, produtos árabes etc., tipo a Casa Pedro no centro do Rio. Existe o nacional e o importado. O sabor é um pouco diferente, o preço também, mas não sei dizer qual prefiro. Quando vou comprar e tem dos dois, trago um pouco de cada e misturo. Guardo em potes de vidro bem fechados para durar bastante. Na hora de usar, basta acrescentar azeite a gosto. Não se deve colocar pouco, para não ficar muito grosso, nem muito, pois acaba decantando. Fica uma delícia com torradas, com pão comum ou nesses coquinhos.

Coluna 7D

Zatar puro, com o azeite por cima e depois de misturado, pronto para ser consumido

A segunda dica é com um produto que você encontra em qualquer supermercado: mistura para molho chimichurri. Fica naquela parte onde tem pimenta do reino, canela, orégano e outras ervas secas. Basta misturar com azeite também e você tem um excelente acompanhamento para torradinhas, biscoitinhos ou até mesmo para regar cubos de queijo. Você pode manter um pacote deste no armário para qualquer emergência. Chegou uma visita? Corre na cozinha e volta em dois minutos com um belisquetezinho!

Coluna 7E

Mix de ervas para molho chimichurri – pode usar de qualquer marca!

A terceira opção que apresento é com azeitona grega. Eu compro sempre em uma loja de laticínios perto de casa, mas vários supermercados também vendem a granel. E já existem opções em conserva, em potes de vidro. Ou seja: é mais um ingrediente que você pode ter aí para qualquer SOS. Na imagem, usei creme de leite para manter a premissa de usar produtos que você pode ter sempre guardados. Mas, confesso que prefiro a mistura com creem cheese. Experimente das duas maneiras! Cortei com a faca mesmo, mas você pode usar um processador se quiser.

Coluna 7F

Azeitonas gregas bem picadinhas e já misturadas com o creme de leite

A última sugestão já é um clássico aqui em casa: patê de cebola. Basta misturar creme de leite com aquele preparado em pó para sopa ou creme de cebola. Tanto faz um ou outro, o resultado é o mesmo. Misture as quantidades a gosto. Fica uma delícia! Se quiser, pode acrescentar um fio de azeite e um pouco de orégano para dar um toque a mais.

Coluna 7G
O pó de sopa de cebola e depois já misturado com o creme de leite

Coluna 7H

Os coquinhos da Arosa ainda vazios e com os recheios citados acima

Viu só? Estes quatro recheios podem ser feitos a qualquer momento, no susto. Todos os ingredientes podem ser comprados e deixados no armário à espera daquela visita inesperada ou daquela vontade de comer algo diferente. Os coquinhos você também pode comprar e deixar o pacote fechadinho, ou então usar torradinhas ou biscoitinhos. E aí? Deu água na boca? Aproveita que amanhã é sexta e prepara alguns canapezinhos para celebrar o fim de semana!

Patricia Haddad

https://www.facebook.com/Just.Made.Studio/

logo

4 comentários:

Mvilu disse... [Responder comentário]

ideias ótimas tudo muito delicioso e bonito de se apresentar e gostoso para deliciar... parabéns

Aline Amorim disse... [Responder comentário]

Estou planejando um réveillon aqui em casa com os amigos.
Amei todas as opções, principalmente o patê de azeitona!
Beijos, Aline
Verso Aleatório

Erika RECAV disse... [Responder comentário]

Queria saber como vc calculou a quantidade destes belisquetes pra festa??? me interessei... obrigada

Patricia Haddad disse... [Responder comentário]

Olá, meninas! Obrigada pelos comentários!

Erika, eu não sou muito boa em calcular quantidades. Eu comprei um pacote de cada dos produtos da Arosa (no site tem as quantidades certinhas e até o tamanho!) e acho que devo ter feito um total de 100 desses canapés. Como era algo fácil de fazer, se fosse necessário eu poderia fazer um pouco mais durante a festinha mesmo. Além das saladinhas que eu mostrei no post, servi também ovos de codorna (que já comprei cozidos, então trabalho zero) e amendoins variados. Então ficou tudo equilibrado. E como era um lanchinho de fim de tarde, nada tipo mega comemoração, ficou perfeito. Sobrou bastante base de canapé, que fomos comendo aqui em casa ao longo do mês.

Related Posts with Thumbnails