sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

Viagem ao Egito – Parte III: Tem um crocodilo na minha cabeça!

É isso mesmo, gente! Vocês acreditam que eu encarei o desafio de ter um filhote de crocodilo em cima da minha cabeça durante quase um minuto? Essa cena aconteceu na aldeia núbia que visitamos perto de Assuã, a cidade mais meridional do Egito.

O povo núbio é muito antigo, eles possuem a pele bem escura e habitavam originalmente o sul do Egito. Historicamente foram a primeira civilização negra da África. Hoje esse povo vive em uma região chamada Kom-Ombo, onde tivemos a oportunidade de conhecer um povoado simpático com casinhas bem coloridas. Segundo nosso guia, os núbios vivem de modo muito simples, usando o dinheiro que ganham vendendo artesanato típico para comprar comida e outras necessidades básicas. Eles não ligam pra riqueza nem luxo e, abdicando de alguns bens materiais, conseguem manter sua cultura e tradições mais ou menos intactas.

Para chegar até a aldeia núbia, cruzamos o Nilo embarcados numa felucca, tradicional barco à vela, passando por um bonito jardim botânico e pela Ilha Elefantina no caminho.

Encontramos várias fellucas que transportavam turistas.

Do barco, avistamos várias ilhas, dunas de areia e ficamos encantados com a vegetação típica do entorno do Nilo. É um passeio bem gostoso e relaxante.

Dunas, vegetação típica e o Rio Nilo.

À medida em que fomos nos aproximando do nosso destino, começamos a avistar outros barcos cheios de visitantes e muitos camelos enfileirados na areia quente esperando para serem guiados por turistas vindos de diversas partes do mundo.

Camelos e mais camelos nos aguardando…

Camelos de todos os tamanhos, idades e alturas aguardavam os turistas sentados na areia de forma tumultuada. O pessoal foi escolhendo seus camelos e estes iam se levantando de uma maneira brusca e desorganizada. Num dado momento achei que seria pisoteada por uns dois ou três, mas tudo correu bem até que…

…começamos o passeio em si e descobri que meu camelo era enooooorme, bem mais alto que o do Marcelo. Como eu meço apenas 1,60 m, desapareci em cima do bichão. Já fiquei tensa na hora do camelo levantar, quando fui instruída a jogar o corpo pra trás para manter o equilíbrio.

Mas na hora em que o guia começou a tirar fotos, endireitei a coluna, encolhi a barriga, respirei fundo e fiz pose de “rainha dos camelos”, tranquila e confiante. Até parece, eu estava super tensa!!!!

Apesar de já ter passeado de camelo na Tunísia por uma parte do Saara em Douz, o terreno era plano e extenso e fiquei tranquila na maior parte do trajeto. Dessa vez, estávamos caminhando no topo de uma duna bem íngreme e lá embaixo dava pra ver na margem do Nilo alguns pedregulhos bem salientes que pareciam me encarar de um jeito ameaçador.

Tirei a foto da minha bota apontando pro penhasco momentos antes de um camelo desgovernado comandado por um menino exibido vir correndo na minha direção a toda velocidade! Eu sinceramente achei que um acidente grave estava prestes a acontecer. O camelo se aproximava muito rápido e achei que o choque era iminente. Meu guia até pulou pra cima da duna do lado direito com medo de ser pisoteado. Felizmente, o instinto dos animais fez com que eles desviassem alguns centímetros para evitar a colisão, mas, mesmo assim, minha perna direita foi atingida e fiquei com um grande hematoma no pé inteiro por uma semana. O pior foi o susto e eu ter virado o assunto do dia. Nosso grupo ficou preocupado e também teve a impressão de que eu despencaria duna abaixo, batendo nas pedras do rio. Foi por pouco… Depois desse episódio, eu só conseguia pensar no medo que eu tenho de avião, considerado um dos transportes mais seguros do mundo. Camelo é muito mais perigoso!!!!

Assim que chegamos à uma casa na aldeia, fomos recepcionados com um chá de hibiscus (Karkady) bem gostoso e docinho, servido pelos próprios moradores.

Mais tarde, fomos convidados a fazer uma tatuagem de henna (incluída no pacote da excursão) e eu fui logo a primeira a escolher o desenho.

Escolhi o Olho de Hórus ou “Udyat”, um símbolo proveniente do Egito Antigo que significa proteção e poder, relacionado à divindade Hórus. Era um dos mais poderosos e mais usados amuletos no Egito em todas as épocas.

Segundo uma lenda, o olho esquerdo de Hórus simbolizava a Lua e o direito, o Sol. Durante a luta, o deus Seth arrancou o olho esquerdo de Hórus, o qual foi substituído por este amuleto, que não lhe dava visão total, colocando então também uma serpente sobre sua cabeça. Depois da sua recuperação, Horus pôde organizar novos combates que o levaram à vitória decisiva sobre Seth. Era a união do olho humano com a vista do falcão, animal associado ao deus Hórus. Era usado, em vida, para afugentar o mau-olhado e, após a morte, contra o infortúnio do Além.

Fonte: Wikipedia (http://pt.wikipedia.org/wiki/Olho_de_H%C3%B3rus)

Hoje em dia, o Olho de Hórus adquiriu também outro significado e é usado para evitar o mal e espantar mau-olhado, mas continua com a idéia de trazer proteção, vigor e saúde. Que bom, mas foi uma pena a tatuagem ter durado só uma semana! Esperei meia hora para que a tinta secasse e depois retirei o excesso com água e sabão.

Eis que a parte mais emocionante do dia (tirando o incidente do camelo) surgiu na forma de um bebê crocodilo que passou nas mãos e cabeças de vários turistas. Eu estava tão aliviada de não ter caído no penhasco, que fui a primeira a arriscar segurar o bichinho.

Pelas fotos, parece que o crocodilo está imóvel, né? Ele até ficou assim por alguns segundos, mas eu acho que apertei tanto a garganta do animal que ele deu a impressão de que ia engasgar e começou a sacudir a cabeça. Coitado!!!! Foi aí que o devolvi correndo ao dono!

Voltando do passeio, passamos pelo Old Cataract, hotel onde Agatha Christie se hospedou para escrever seu famoso romance Morte no Nilo. O hotel foi usado como cenário tanto do livro quanto do filme. Sua localização é privilegiada por estar debruçado no Nilo e ficar em frente à Ilha Elefantina com a vista emoldurada pelas dunas da outra margem.

O Marcelo subiu no “teto” da nossa felucca para tirar essa foto do Nilo lotado de outros barcos à vela.

Um pouco depois de passar por esse ponto, a tripulação da felluca começou a tocar uma espécie de pandeiro e a cantarolar músicas típicas, batendo palmas e nos incentivando a fazer o mesmo. Depois da primeira música, todos os passageiros estavam dançando e cantando animadamente junto com o pessoal local e esse foi o final perfeito para um dia bem agitado.

Semana que vem vou escrever sobre os lindos templos faraônicos que conhecemos em Assuã e Luxor e essa será a quarta e última parte da saga “Viagem ao Egito”. Temos um encontro marcado, hein?

Beijos e um ótimo final de semana!!!!

Bonfa ass

39 comentários:

Tati Alberti disse... [Responder comentário]

Katia... Saudades...
Adorei as fotos, quantos detalhes, foi uma viagem rica de conhecimentos, detalhes... Obrigada por compartilhar conosco...
Beijos

Uma Mulher de Fases disse... [Responder comentário]

Katia, sabe que nunca tive curiosidade de conhecer o oriente, sou mais das grandes metrópoles.
Mas adoro vir aqui, e conhecer alguns lugares sem sair de casa!!
Adorei o comentário no meu orkut sobre a minha foto, obrigada!! rs.
Quanto ao Camelo, menina que susto, aquela foto sua da bota no penhasco Deus me livre, rs... eu não sei se teria coragem de subir num camelo..., muito menos pegar um filhote de jacaré...você além de aventureira é demasiadamente corajosa!!
Beijos

Fernanda Alves Furtado disse... [Responder comentário]

Oi Katinha!
Adoro ler os seus relatos de viagens! As imagens também ficaram lindas e deve ter sido um dia e tanto...
Beijos!!!

Rosi disse... [Responder comentário]

Bonfadini

As fotos estão ótimas, como sempre. E que passeio lindo é aquele do barco?! Adorei.

Me fala: o susto que vc levou não foi fácil, não é mesmo?
Se eu já tinha receio de andar num bicho desses, agora sabendo que vc passou por isso...Meu Deus!! Mas o importante é que tudo deu certo no final.

Também não iria encarar o crocodilo não, mesmo ele sendo filhote. Eita mulher corajosa!!!

Um ótimo final de semana

Rosi disse... [Responder comentário]

Bonfadini

As fotos estão ótimas, como sempre. E que passeio lindo é aquele do barco?! Adorei.

Me fala: o susto que vc levou não foi fácil, não é mesmo?
Se eu já tinha receio de andar num bicho desses, agora sabendo que vc passou por isso...Meu Deus!! Mas o importante é que tudo deu certo no final.

Também não iria encarar o crocodilo não, mesmo ele sendo filhote. Eita mulher corajosa!!!

Um ótimo final de semana

Ana Maria disse... [Responder comentário]

Viajei contigo quando fiquei lendo os teus relatos nessa viagem. Sinceramente ? Não tenho vontade conhecer o Oriente. Apesar de tudo ser cultura, não é mesmo ? Bjs e aguardo os próximos capítulos. rs.

Rita Vieira disse... [Responder comentário]

Eita mulher corajosa!

Segurar um crocrodilo, andar de camelo na beira do penhasco...realmente tem que ter coragem! rsrs...

Lindas imagens!

Beijão!

Priscila Ferreira disse... [Responder comentário]

Katia!!
Adoro ler suas histórias das viagens, parece que estávamos lá também!!!
E que aventura hein?! Primeiro andar de camelo, que deve ser muito divertido mas ao mesmo tempo amendrontador: eles são altos!!! E depois ainda quase um acidente, que depois de passado o susto se tornam ótimas histórias!
E ainda segura um filhote de crocodilo!!! Ô coragem hein?!
Eu ainda vou visitar esta região, não sabia que tinha tantas coisas, a gente fica preso a imagem das pirâmides e deu...
Bjuu
Pri

Luciana Casado disse... [Responder comentário]

Acho que temos uma coisa em comum: medo de aviao!! Eu tenho pavor, mas não consigo deixar de viajar por causa desse motivo, tomo um tranquilizante e vou dormindo hehehehe
Menina, eu tb morreria de medo de subir num camelo! E a situação do outro camelo desgovernado investindo contra o teu camelo então, eu gritaria histericamente! hehehehe
Mas de resto, que viagem linda e fantástica, estou anotando todos os lugares que tu vai, ainda vou desbravar esse mundão de Deus!!
Bjus, Lu

Rita Vieira disse... [Responder comentário]

Kátia, passa lá no blog, dediquei um selinho à você...e sem pedir licença, publiquei uma foto sua lá. Espero que goste.

Um beijo!

Veronica Kraemer disse... [Responder comentário]

Kátia, cheguei aqui através do blog da Rita, esta que vos fala acima...rsrsrsrrs
Nossa, amei tudo, tudinho, e te convido a conhecer meu blog e minhas artes!!! E aproveita que por lá tem sorteio!!!
Beijão
Vero:)
Estou te seguindo pra ficar sempre a par de suas peripécias!!!

Lulu disse... [Responder comentário]

Acho que se fosse eu no incidente do camelo, teria infartado!!! Morro de medo de altura...
A tatoo ficou linda, eu adoro o olho de horus, tenho um bem de frente à porta de casa, rsrsrs, sabe como é, para previnir!
Bjokas!

Nathalia disse... [Responder comentário]

Que viagem linda, hein Katia? Acabei de conhecer o seu blog e já virei fã. Beijo!

Bird disse... [Responder comentário]

Lindas as fotos e mais linda a rainha dos camelos!!!! :)

Meu filho estava aqui quando eu via as fotos e perguntou quem era a moça com o jacaré!!! :)

Medo do camelo, mas nao do jacaré? kkk

beijos

Kaira disse... [Responder comentário]

Adooooro seus relatos, viajei junto!
Lindas fotos!

Milena disse... [Responder comentário]

Amiga,adorei embarcar nessa aventura com você!!E as imagens do Nilo estão deslumbrantes!!!
Quem estava com mais medo você ou o jacarezinho?
E o guia com a blusa da Inter de Milão?Globalização pura!
Bj,bj,bj

Fer disse... [Responder comentário]

Já estou fascinada com a viagem, mas confesso q esta parte, foi muito "interativa" com o povo local, principalmente a parte do crocodilo e do camelo, rsrsrs. Mas as paisagens são fascinantes, ver as dunas margeando o Rio Nilo é algo q eu n esperava ver...parece q são imagens q n combinam entre si, mas surpreendem pela beleza. Sua viagem foi realmente muito rica em detalhes, e cheia de surpresas. Mas fico feliz q as emoções fortes resultaram em apenas um hematoma no pé.
Bjos e bom "findi" .
Fer Lorenzoni

Tati disse... [Responder comentário]

Viajo junto lendo seus relatos, adoroooooo! Mas vamos combinar que colocar crocodilo na cabeça, andar em camelo "gigante" tem que ter coragem, hein? bjs, bjs

Katia Bonfadini disse... [Responder comentário]

É verdade, Fernanda! Essa foi a parte da viagem onde mais interagi com o pessoal local. As paisagens realmente eram lindas e fiquei com pena de não termos parado no Jardim botânico. Tati, eu sou super medrooooooosa, pode acreditar!!!! Acho que fiquei tão feliz de ter "sobrevivido" ao quase-acidente de camelo, que resolvi comemorar segurando o crocodilo!!!! Houve uma outra oportunidade de segurar uma cobra, mas essa eu deixei passar!!!! Beijos!

Wagner disse... [Responder comentário]

Agora, vendo a foto do despenhadeiro, eu entendi exatamente o risco que você correu, Bonfa! Imagine rolar Nilo abaixo junto com o bicho! Na verdade, os animais nos quais vocês montaram são dromedários (não existem camelos na África, eles são originários da Ásia). Aliás, acho que o equlíbrio nos dromedários deve ser mais precário que nos camelos, que têm duas corcovas.
Adorei as fotos com os barcos a vela típicos da região. O mesmo vale para a foto do crocodilo-turbante (he he he)!

Beijo!

Lidiane Vasconcelos disse... [Responder comentário]

Pense numa bicha corajosa! És tu, Katia. Eu não colocaria esse crocodilo na minha cabeça nem por decreto! :o
...kkkkkkk... :D
Kátia, não aguentei tua constatação de que camelo é muito mais perigoso que avião... ehehehehe...
Agora vou ficar por aqui, aguardando as cenas dos próximos capítulos. ;)

Babi Mello disse... [Responder comentário]

Katia adorei, Rio Nilo que ótimo, deve ser incrível. Caraca ainda bem que não aconteceu nada com você, mas dve ter dado um medo enorme.
Adorei as fotos das velas, sou apaixonada por foto de qualquer tipo de barco.

Katia queria saber como você fez para fazer um fundo no seu blog (verde) e ainda deixar o branco que fica melhor para trabalhar imagem. Me da um help. To preparando um novo layout para o meu Percepções. Ah! Você é a primeira a saber disso.
bj!

Casa de Catarina - lelê disse... [Responder comentário]

Adorei as fotos! Tenho acompanhado pelo reader as suas postagens da viagem...
ainda não consegui organizar as fotos da minha viagem... rs. Preciso fazer urgente, antes que perca o pique! rsss
Beijo
lelê

Yoyo Pizy disse... [Responder comentário]

Vc é uma mulher de coragem!

Cláudia Ramalho disse... [Responder comentário]

Mulher, tu enfrentaste camelo e crocodilo!!! Que viagem desafiadora foi essa?

Eu sou mais comodista, mais urbana, estou começando a achar que não curtiria muito o Egito, morro de medo de camelos.

As fotos ficaram ótimas. Adorei sua tatoo de henna.

Um cheiro!

Clau.

Aline Amthor disse... [Responder comentário]

Oi Katia!
Menina... eu tô passada com sua coragem... meu Deeeeussss... eu nunca pegaria um crocodilinho, muito menos deixaria colocar na minha cabeça... esse bichano é traiçoeiro...
Outra... encarar um despenhadeiro montada num camelo? Ahhh... não... que pavor que dá olhar a foto com sua bota flutuando e lá em baixo uma grande ribanceira... olha, sinceramente meus respeitos.
Agora, uma perguntinha... camelo cheira mal? Dá impressão de ter um 'cheirinho no ar'...
Mais uma vez parabéns por sua coragem!
Beijos

Aline Amthor disse... [Responder comentário]

Ahhh... esquecid e comentar: amei o pink do blog!
Beijos

Li disse... [Responder comentário]

Oi Katia...linda as fotos..e que riqueza de detalhes a sua narraçao...assim...viajamos c/ vc...Bjss!!!

Melyssa disse... [Responder comentário]

Fiquei com taquicardia ao ler o incidente com o camelo! Que susto!Bom que apenas isso e nada mais. Paisagens lindas, linda a foto de várias fellucas. Acho que este dia foi o dia das aventuras tanto com o camelo como com o Jacaré!
Bjosss

Marta disse... [Responder comentário]

Fotos deslumbrantes.. e que coragem em pegar no jacaré.. ai que medoooooo
rsssss
Beijocas

Tamy disse... [Responder comentário]

menina, que aventura... pode falar...vc deve ser sagitariana!!!!


beijos

Joaninha Bacana disse... [Responder comentário]

Hehehe - ter um crocodilo na cabeca nao eh pra qualquer um!!! Adorei :-D
E que aventura essa do seu camelo!!! Que bom que tudo terminou bem! Agora, eu ameeeei a sua foto de rainha dos camelos: tá uma legítima guerreira! :-)
O chá de hibiscus era quente ou frio?
Hahaha - tadinho do baby-jacaré, já pensou se você esgoela o coitado? :-)
AAAmo Agatha Christie - que show que voces passaram pelo hotel onde o Hercule Poirot se hospedou no livro dela :-D
Beijocas, e bom final de semana!!!
Angie

Ateliete® disse... [Responder comentário]

Estava lendo o seu post de hoje, mas vi essa foto do "jacaré" na sua cabeça e cliquei, pois a foto em si já me rendeu boas risadas. Oh louco menina, e se ele mordiscasse a sua orelhinha? kkkkkkk
Dai fui lendo o post INTERESSANTÍSSIMO e ai a risada rolou solta qdo li suas aventuras com o camelo, não consegui parar de rir imaginando o seu desespero, e a foto que tem o seu camelo e do do marcelo em pé, da para perceber o quanto seu era maior, corajosa hein! E vc falando que pose de rainha dos camelos! E a melhor de todas, camelo é muito mais perigoso que avião kkkkkkkkk! Poxa, acho que vou me aventurar pelo Egito, mas camelo, hmmm esse acho que não...
Adorei este divertidíssimo e aventureiro post.
Beijocas

Louise disse... [Responder comentário]

Oi, gostaria de saber se esta excursão vc pegou de Aswan? Qt tempo demorou e se vc achou melhor esta ou a de Abu Simbel? Estou indo de excursão em setembro e terei um dia p/ ir a Abu Simbel (opcional), mas achei esta tão mais interessante. Como faço para contratar? Obrigado! Parabéms pelo blog.

Louise disse... [Responder comentário]
Este comentário foi removido pelo autor.
Katia Bonfadini disse... [Responder comentário]

Oi, Louise! Obrigada pelos elogios!!!! Essa questão de roteiro é muito pessoal, mas eu achei ABU SIMBEL o ponto alto da viagem!!!! Gostei mais de lá do que das pirâmides e esfinge. O templo é maravilhoso e monumental e acho que vale conhecer sim, mas nós fizemos um cruzeiro demorado depois e este não foi tão interessante. Talvez seja melhor ir e voltar de Abu Simbel no mesmo dia ou passar um dia e uma noite e voltar. Vale a pena! Um grande beijo e boa viagem!!!!

Louise disse... [Responder comentário]

Obrigada Katia! Eu também farei este cruzeiro são 3 dias? eu estou indo de excursão, apesar de não gostar muito achei mais seguro, já que vou com minha mãe e tia (só mulheres). Desculpe tantas perguntas, mas em Núbia eu achei este contato com as pessoas e o passeio de camelo tão bacana que me interessou mais! é fácil contratar este passeio lá? Vc achou boa a experiência? E o mercado Khan el Khalili vc acha que é perigoso ir 3 mulheres só lá?
Obrigada! e desculpe tantas perguntas. Adoro suas receitas e fotos! abçs

Camila Kawakami disse... [Responder comentário]

Oi, parabéns adorei seu blog! Eu adoro viajar e em janeiro de 2014 estou pensando em visitar o Egito. Você pode me indicar a operadora de viagem que utilizou? Fez algum pacote específico? Obrigada!

Katia Bonfadini disse... [Responder comentário]

@Camila KawakamiQue legal, Camila! Viajar é delicioso!!!!! Puxa, não lembro o nome da agência... é que desde 2010 viajamos por conta própria e perdemos o contato. Fizemos um pacote bem abrangente e visitamos todos os lugares que estão na série de posts que escrevi. Muita gente não visita ABU SIMBEL, o lugar que mais gostei e que mais me impressionou. Acho imperdível!!!! Se eu lembrar, te falo, mas sei que a moça que nos atendia criou sua prórpia agência, a MAHALO, que fica na Tijuca. Um beijào!

Related Posts with Thumbnails