sábado, 10 de setembro de 2011

BONFA CONVIDA extra e especial: show do TOASTERS no Brasil

Conheci meu convidado de hoje na editora onde trabalhei por mais de cinco anos. Desde então, descobrimos algumas afinidades e gostos parecidos. O Marcos é um talentoso designer que aprende rápido e de forma auto-didática alguns programas que considero dificílimos!!!! E também é super divertido e “gente boa”. Ele está aqui hoje pra nos falar sobre o Toasters, vocês conhecem?

MARCOS

Oi pessoal! Peço licença aqui para a nossa amiga Katia para fazer um jabá no blog, tudo bem? Mas fiquem tranquilos, é um jabá dos bons.

Sou guitarrista da banda Don Robalo (www.donrobalo.com.br) que é uma banda que mistura ritmos brasileiros com o ska, um ritmo jamaicano considerado o pai do reggae (só que mais animadinho). E o Don Robalo está trazendo para o Rio de Janeiro uma das maiores bandas de ska do mundo, o Toasters. Quem gosta de ska sabe quem é o Toasters e esse ano ele está fazendo uma turnê comemorativa dos 30 anos da banda que vai passar pelo Rio no dia 27 de novembro, no Teatro Odisséia, na Lapa. Os ingressos antecipados promocionais já estão a venda no www.toastersnorio.com.br. No www.toasters.org/ tem todas as datas e locais da turnê que também passa por São Paulo (25/11) e Criciúma-SC (26/11, ainda não confirmado no site oficial da banda).

Toasters_30thAnniversaryLogo copy

Para os desavisados, uma ajudinha:

O Ska

Foi no fim dos anos 50 que surgiu aquele que acabou sendo o patriarca de uma linhagem de ritmos jamaicanos que influenciou largamente a música pop que foi produzida em todo o Mundo nas décadas seguintes: o ska. Com elementos do mento e do calipso caribenho, do jazz e do rythm n´blues americano e a uma batida marcante sempre no contratempo, o ska dominou a cena da Jamaica no início dos anos 60 e depois deu origem ao rocksteady e ao reggae – que por sua vez gerou o dub, o dancehall e se infiltrou em diversos outros estilos.

No Brasil, o ska se popularizou em músicas das principais bandas de pop e rock do país desde os anos 80. O Paralamas do Sucesso foi quem mais se dedicou ao ritmo, mas também têm skas gravados ao longo da carreira Titãs, Ultraje a Rigor, Móveis Coloniais de Acaju, Charlie Brown Jr., Raimundos, Skank e até mesmo Legião Urbana.

Nos últimos anos, o ska veio formando uma cena com público cada vez maior e mais fiel no Rio de Janeiro, o que fez com que nomes importantes do ritmo viessem se apresentar na cidade – sempre com sucesso. Foi o caso de Slackers, New York Ska-Jazz Ensemble e até dos históricos Skatalites, que tocaram com Bob Marley em seu primeiro disco e vieram encher o Circo Voador por mais de uma vez. Em São Paulo surgiu a Orquestra Brasileira de Música Jamaicana, tocando clássicos da música brasileira em versões skazeiras – e eles também lotaram o Circo Voador em todas as vezes em que passaram por terras cariocas. E há a Bangarang, uma festa totalmente dedicada a ska, rocksteady e early reggae que coloca, há alguns anos, centenas de pessoas pra dançar a cada edição.

O Toasters

foto_toasters_01B

Depois de seu surgimento na Jamaica, o ska teve outras duas ondas de popularidade que se iniciaram fora da ilha de Bob Marley. A chamada “Segunda Onda” apareceu na Inglaterra, muito relacionada com o movimento punk dos anos 70, e deu origem a bandas como Specials, The Beat e Madness. E a “Terceira Onda” foi americana, forte principalmente nos anos 90, com uma influência ainda maior do punk rock. Fizeram parte desta leva No Doubt, Mighty Mighty Bosstones, Less Than Jake – e Toasters.

O Toasters foi uma das primeiras bandas da Terceira Onda e é provavelmente a mais antiga de ska ainda em atividade nos Estados Unidos. Influenciaram muitas que vieram em seguida e, mais do que isso, foram um verdadeiro motor para a cena a partir do selo Moon Ska Records criado por Robert Hingley, seu vocalista. Atualmente Hingley toca seu segundo selo, o Megalith Records, que continua lançando discos de alguns dos nomes mais importantes do ska americano – além dos trabalhos do próprio Toasters.

Ao longo dos 30 anos de carreira, o Toasters lançou nove álbuns de estúdio e outros cinco ao vivo – um deles gravado no Brasil e lançado em 2003. Esta turnê de 2011, comemorando três décadas de atividade, é a terceira a passar pelo Brasil e a primeira a trazer a banda ao Rio de Janeiro.

O show do Rio

Quando? 27 de novembro. Onde? Teatro Odisséia. Quanto? Isso é um pouco mais complicado de explicar.

Impulsionado pela onda da compra coletiva e do crowd funding os organizadores do show do Rio resolveram montar um sistema de venda antecipada de ingressos com preços promocionais que ficam mais baratos na medida em que mais gente compra. No site do show (www.toastersnorio.com.br) a compra de ingressos antecipados é feita em duas parcelas. A primeira parcela custa R$35,00. A segunda parcela terá um custo máximo de R$25,00 e mínimo de R$0. Isso mesmo, zero! Com 280 ingressos vendidos, a segunda parcela diminui para R$20,00 e o ingresso sai por R$55,00. E à medida em que as metas seguintes de venda de ingressos forem alcançadas, a segunda parcela vai caindo de 5 em 5 reais, até chegar a zero:

- 280 ingressos vendidos – 2ª parcela de R$20,00 – ingresso por R$55,00

- 325 ingressos vendidos – 2ª parcela de R$15,00 – ingresso por R$50,00

- 370 ingressos vendidos – 2ª parcela de R$10,00 – ingresso por R$45,00

- 415 ingressos vendidos – 2ª parcela de R$5,00 – ingresso por R$40,00

- 460 ingressos vendidos – Não há segunda parcela! – ingresso por R$35,00

A quantidade de ingressos vendidos e o valor da segunda parcela serão atualizados diariamente no site e no dia 15/11, quando se encerrará a venda antecipada, será definido o valor da segunda parcela e os compradores receberão por email o link para fazer o pagamento dessa segunda parcela. Tudo com segurança garantida pelo sistema de pagamento do Pag Seguro.

Para fechar essa minha intromissão aqui no blog da Katia, um pouco do que tem do Toasters no Youtube.

Beijos e abraços,

Marcos Monnerat

……………………………………………………………………………………….

Valeu pela dica, Marcos!!!! Adorei o esquema da venda de ingressos!!!! Só podia ser algo proveniente de duas cabeças fervilhantes de ideias criativas, né? Eu conheci esse ritmo quando estava na faculdade porque um dos meus professores preferidos, que hoje em dia mora na China, tinha uma banda de ska.

Acho muito legal essa iniciativa de trazer uma banda para o Brasil que é referência na sua categoria!!!!!

Um grande beijo e enjoy the show!!!!

Bonfa ass

10 comentários:

Flávia Mergulhão disse... [Responder comentário]

Tá com muito prestígio o rapaz!
Post extra em pleno sábado?! rsrsrs
Não conheço essa banda não, mas gostei do som!
Passei para minha irmã e meu cunhado que são mais antenados do que eu!

Bjos e bom fim de semana!

Mania D' Marie disse... [Responder comentário]

Menina quanta informação,não conhecia o ritmo mais achei legal
Cheiro!!

Marcos Monnerat disse... [Responder comentário]

Valeu Katia pela moral! E valeu pessoal pelos comentários. Tenho certeza que quem for vai curtir muito o show. Beijos!

Babette disse... [Responder comentário]

Sempre a aprender alguma coisa nova por aqui! Muito bem ;)
Babette

Blog da cozinha disse... [Responder comentário]

Katia, estou desconfiando que esse mundo do design é muito pequeno... por acaso você estudou design na UniverCidade? Esse papo de professor favorito morando na china me parece bastante familiar!
Quanto aos salários de designer por aqui, não são ruins... para designer junior fica em torno de £20/25k por ano... Já designer senior varia mais, tipo de £45/60k. O problema é que, como em quase todo lugar, ajuda muito ter qi (quem indica) na hora de ser contratado, o que infelizmente não tenho. Aí tem que encarar a seleção, que não é fácil... vida que segue!
Dei uma olhada no Blog que você recomendou sobre a Islândia, gostei muito e anotei algumas boas dicas! Obrigada! A única diferença é que estamos querendo fazer a viagem em fevereiro ou no máximo início de março para ter chances com a aurora boreal, pleno inverno! Aí acredito que as paisagens e esquemas de viagem vão ser muito diferentes do da Joaninha Bacana... Por exemplo acho que esse lance de alugar carro vai ser inviável porque a islândia deve estar coberta até a tampa de neve nessa época! Enfim, muito tempo ainda para programar (e muito vulcão pra explodir e tentar melar os planos)!
Mal aê pelo excesso de caracteres! ;)
beijos

Katia Bonfadini disse... [Responder comentário]

Menina,estudei na UNIVERCIDADE sim e meu professor favorito era o Bruno Porto! Vc conhece? Também estudou lá? Bjs!

cantinho disse... [Responder comentário]

Não conhecia o termo ska. Nem sequer sabia o que era.
Como gosto do ritmo jamaicano, de jazz, não deixo de congratular o Marcos pela objetividade com que escreveu este post, suscitando a curiosidade em ver o espetáculo.
Mas eu sou do outro lado do Brasil.
Parabéns Bonfa. (cheguei a este blog há algum tempo, através do blog coisadelilly.
Abraço.
Maria

Katia Bonfadini disse... [Responder comentário]

Oi,Maria! Muito prazer e seja sempre bem-vinda! Obrigadíssima pelo comentário e visita! Ah, a mãe da foto é a da Cissa, minha convidada de sexta. Mas aminha já apareceu por aqui também e, apesar de seus 60 anos, tem um sorriso super jovial! Bjs!

Blog da cozinha disse... [Responder comentário]

É, definitivamente o mundo do design carioca é um ovinho de codorna! Também estudei na Cidade, me formei em 2004. Conheço bem o Bruno e também trabalhei com o Marcelo martinez, que foi sócio dele uma época e também é professor da cidade. Ainda tenho bastante contato com eles, e sempre que vou ao brasil combinamos um chopp na cobal com direito a acarajé! ;)
Sobre a aurora boreal, é mais fácil de ver no inverno por causa das condições de luz... e dizem os astrônomos que a islândia vai ter uma incidência maior esse ano 2011/12 por causa do pico no ciclo dos ventos solares. Mucho loco! hehehehe
deve ser incrível!

Aline disse... [Responder comentário]

Oie!!!

Tem sorteio rolando lá no blog. Passa lá!

http://www.papelier.com.br/2011/08/setembro-chegou.html

Beijinhos

Related Posts with Thumbnails