sexta-feira, 2 de novembro de 2012

Em busca da aurora boreal: um dos meus sonhos realizados pela Milena Benevento

DSC_0853

Há muito tempo, organizei uma relação de países que gostaria de conhecer, além de fenômenos da natureza que gostaria de presenciar durante a vida. Sou bastante agradecida por ter podido riscar alguns nomes dessa lista na última década, passeando por lugares deslumbrantes, sendo que vários deles nem faziam parte dos meus destinos de sonho!!!! O mundo é imenso e penso que uma vida é pouco para desbravar todos os seus cantinhos, a não ser que você seja o americano Charles Veley, de 46 anos, considerado o homem mais viajado do planeta. Em 2004, ele apareceu no livro Guinness World Records por ter visitado 70 países em 3 anos. E naquela época ele já havia passado por 193 nações que integram a ONU. Até agora, ninguém bateu o recorde de Veley. Afinal, de acordo com suas contas, ele já visitou 827 territórios, repúblicas, províncias, federações, ilhas, estados rebeldes, estados independentes e enclaves do mundo. Faltam apenas 45 locais para o americano dizer que rodou o planeta todo.*

*Fonte: http://revistagalileu.globo.com/Revista/Common/0,,EMI311235-18538,00-O+HOMEM+QUE+MAIS+VIAJOU+NO+MUNDO.html

Adorei a história desse ex-milionário que gastou sua fortuna viajando e precisou voltar a trabalhar para… continuar viajando!!!! Depois de passar 3 meses “mochilando” pela Europa, Veley descobriu que era fascinado por geografia, cultura, história, pessoas e novas experiências. Taí algo que a gente tem em comum: eu, ele e a minha convidada de hoje! Além de gostar de destinos menos procurados, descobrimos outras afinidades e uma coincidência: a Milena se formou em Design Gráfico na mesma faculdade que eu e é amiga de um ex-professor que eu adoro!!!! Atualmente ela mora em Londres e aproveita todas as oportunidades que aparecem para viajar. Aqui do outro lado do mundo, eu fico babando nos roteiros que ela faz. Quando soube que iria em busca da aurora boreal, fiquei empolgadíssima, como se eu fosse viver a aventura dela! Esperei ansiosa pelo post sobre a experiência e, quando ele foi publicado, a convidei para compartilhar com vocês seu relato. Vamos viajar juntos?

milena

Quando aceitei participar do “Bonfa Convida” falando da aurora boreal fiquei logo pensando em como contar todos os detalhes sem fazer um post longuíssimo... que missão difícil! Espero que vocês gostem!

Amo viajar e conhecer lugares fora do roteiro comum, experimentar, acertar nas escolhas, entrar em roubadas épicas e voltar sempre com muitas histórias e dicas para compartilhar. Considero viajar um aprendizado e sempre tento absorver a cultura local, aprender um pouco a língua, conhecer a culinária, enfim, ficar mesmo envolvida e imersa na experiência. É com essa energia que eu e o meu par Marcelo, pilhado toda a vida, escolhemos nossos destinos.

Desde o início do ano ouvimos que 2012 seria excelente para a visualização da aurora boreal por causa da alta atividade solar [parece que continuará ótimo em 2013, fica a dica!] e pensamos: por que não? Nosso plano inicial era ir para a Islândia, mas como tivemos dificuldade em montar um roteiro por conta da pouca estrutura de transporte público no inverno e por envolver alugar um carro tendo que dirigir em estradas cobertas de gelo e neve, decidimos eleger a Noruega, mais especificamente Tromsø, como nosso destino boreal. Em uma semana estávamos com o roteiro pronto, tudo agendado e embarcando. Chegamos por Oslo, pegamos um trem para Trodheim e de lá seguimos de navio, ao longo de 3 dias com destino a Tromsø. [Os detalhes dessa viagem estão no blog, aqui vou focar mais na aurora boreal senão fico escrevendo pra sempre!]

DSC_0821

Tromsø é a segunda maior cidade e área urbana ao norte do círculo polar ártico, uma localização ótima para a visualização de auroras. Decidimos agendar uma excursão na primeira noite, já que tínhamos acabado de chegar. Existem várias companhias que fazem o tour da aurora, variando de grupos pequenos em jipes até grandes grupos em ônibus. A vantagem da excursão é que os guias tem informações sobre os pontos ótimos de observação da aurora, e se comunicam por rádio identificando o local onde o fenômeno está visível aumentando as chances. Outra vantagem é que os guias ajudam a configurar a câmera para melhores fotos.

Seguimos em um ônibus para o meio do nada, de onde ainda seguimos a pé para uma colina coberta de neve a beira de um Fjord. Por lá esperamos bastante tempo até que uma discreta aurora apareceu no céu. Neste dia a atividade solar estava baixa e o céu bastante encoberto, o vento fortíssimo varria a neve que batia no rosto como areia e aumentava (e muito) a sensação de frio... bem desagradável!

DSC_0844

Apesar de termos visto a aurora, confesso que fiquei um pouco decepcionada. Talvez porque o espetáculo da aurora não foi dos melhores, ou porque o céu não estava aberto, mas aprendemos que a aurora é muito mais viva e colorida quando fotografada [requer uma superexposição de pelo menos 20 segundos para capturá-la. O tripé é essencial] e é bem estática [estamos acostumados a ver vídeos em que ela parece "dançar" mas é mais a ilusão criada pelo time lapse que costuma ser feito nesses videos]. A olho nu, dependendo da intensidade ela pode ser facilmente confundida com uma nuvem branca, e foi basicamente isso que vimos nesta noite.

DSC_0846

Com a experiência que tiramos desta excursão resolvemos procurar a aurora por conta própria. Ficamos o tempo todo monitorando a atividade solar através de um site específico e também a meteorologia.

A maior incidência de auroras é por volta de meia noite, lógico que não é regra mas aumenta as chances estar de olho em torno disso. Viajamos em meados de fevereiro, no auge do inverno, o anoitecer acontecia por volta das 16h e tínhamos que esperar bastante.

Como na nossa segunda noite a atividade estava baixíssima e nevava muito resolvemos não sair e descansar.

Na terceira noite os dados indicavam uma boa atividade solar e, apesar da neve que caia, resolvemos sair para ariscar, afinal era nossa última chance já que iriamos embora no fim da tarde do outro dia. Nos equipamos com as roupas mais quentes, tripé na mochila e botamos o pé na rua por volta de 22:30, seguindo de ônibus até um parque um pouco afastado do centro da cidade onde a quantidade de luz no entorno era bem reduzida, o que pra nós era ideal.

O parque tinha um grande lago no centro, obviamente congelado e coberto de neve. Andar pelo parque era uma aventura já que fora das trilhas a neve atingia profundidades bem grandes! Apesar de ter ficado bem preocupada e com um certo medinho de estar andando por um parque cheio de árvores, no meio da noite, num frio polar, isso logo passou quando cruzamos com muitos moradores passeando seus cachorros por lá.

DSC_0897

Arranjamos um lugar para ficar, na beira do lago, onde pudéssemos ver bem o céu. Estava nublado mas  em algumas ocasiões o céu limpava. Não ventava, o que melhorava a sensação térmica, aliás estávamos tão bem equipados que em momento algum sentimos frio. Um silêncio... O tripé montado, a câmera posicionada. Apesar da escuridão os olhos já estavam acostumados e o branco da neve fazia o ambiente ficar curiosamente claro. Os olhos vidrados no céu e de repente ela veio: uma aurora linda, realmente verde, apareceu no céu. Ficamos admirando em silêncio... Durou o tempo de ficar nublado novamente mas valeu cada segundo. Sim, ela pode ser realmente verde a olho nu e sim, é emocionante!

DSC_0526

Ficamos mais um tempo na esperança de mais um pouco e fomos ainda brindados por uma aurora super viva e veloz, que "dançou" no céu por uns 5 segundos e desapareceu. Sim, ela pode também se movimentar rapidamente!

DSC_0881

Ainda ficamos um tempo esperando mas continuou nublado e decidimos voltar para o hotel, caminhando ladeira abaixo, com uma sensação maravilhosa de ter visto um espetáculo da natureza realmente emocionante, mesmo que por breves instantes, mesmo que não em todo seu potencial. Toda a decepção do primeiro dia ficou para trás e realmente vimos o que esperávamos: cor a olho nu e algum movimento.

Minhas dicas para correr atras da aurora boreal:

– dedique o máximo de tempo que puder no local que escolherem como base para aumentar a chance de conseguir as condições ideais para uma boa visualização.

– Invista em um bom equipamento fotográfico e em um tripé, registrar este momento não tem preço!

– Use roupas adequadas ao frio, não deixe que o desconforto estrague um momento tão bonito.

– Não é necessário viajar no auge do inverno. As primeiras auroras desta temporada já foram avistadas e aida nem estamos em Outubro!

– Tenha paciência, a espera pode ser longa mas no fim vale a pena.

– E por fim, importantíssimo: Nunca aponte para uma aurora, há relatos de pessoas que fizeram isso e desapareceram para sempre! :) [dica do guia da excursão] rs

Espero que tenham gostado do post e que tenha encorajado alguns a seguirem nessa busca maravilhosa!

Milena Benevento

…………………………………………………………………………………

Milena, muito obrigada por dividir sua experiência com a gente e também por listar ótimas dicas para quem tem vontade de ver esse incrível fenômeno de pertinho! Torço para que um dia eu tenha a mesma oportunidade e volte aqui pra contar sobre as maravilhas que fotografei!!!!!

Para conhecer melhor a Milena, suas viagens, suas receitas, dicas e passeios, basta acessar o seguinte link:

http://blogdacozinha.blogspot.com.br/

Ah, quando eu procurava informações sobre a aurora boreal, descobri que o site oficial da Noruega no Brasil tem uma página inteira dedicada a essa magia da natureza. Vale a pena dar uma olhada:

http://www.noruega.org.br/Travel/A-magia-da-aurora-boreal/

Um beijo pra todos com votos de muitas experiências mágicas durante a vida!

Bonfa ass[4]

5 comentários:

Claudia Liechavicius disse... [Responder comentário]

Nossa, que lindo! Sou doida para presenciar uma aurora boreal. Deve ser de uma emoção ímpar.

Obrigada por compartilhar essa dicas preciosas.

Jussara Neves Rezende disse... [Responder comentário]

Vou torcer para que em breve vc venha com as SUAS fotos da aurora boreal... ;D
Abraço!

Doçura de conversa disse... [Responder comentário]

Meu Deus,me arrepiei,sabe qual meu sonho de consumo......viajar e viajar. Bj Trícia.delicinh.blogspot.com.br

Doçura de conversa disse... [Responder comentário]

Meu Deus,me arrepiei,sabe qual meu sonho de consumo......viajar e viajar. Bj Trícia.delicinh.blogspot.com.br

Homerix disse... [Responder comentário]

Lindo!!!
Inveja branca daquele viajador milionário e da sua entevistada!!!!
E adorei a dica do guia!!
Muito humor!!

Related Posts with Thumbnails